Cantora Eyshila fala sobre a morte de Rhuan: “A perversidade é amiga da iniquidade”

A cantora decidiu se manifestar sobre o assunto

PUBLICIDADE

Por meio de suas redes sociais, a cantora Eyshila também decidiu comentar com muita tristeza, a morte do menino Rhuan que foi esquartejado por sua própria mãe que contou com a ajuda de sua companheira, que era madrasta do garoto.

O caso em questão acabou não tendo repercussão em toda a sociedade e nem mesmo na impressa brasileira, mesmo sendo realizada a divulgação dos detalhes simplesmente macabros da maneira na qual o menino foi morto.

Eyshila, que infelizmente acabou perdendo um filho por causa de uma meningite há exatos 3 anos, usou o caso que aconteceu com Rhuan para pedir que toda a Igreja venha se levantar e clamar a Deus.

“Nós não podemos ficar sentados esperando que as pedras comecem a clamar. Sendo assim, clamemos nós. Ei, Igreja, desperte! Quando foi que nos tornamos tão indiferentes a tal ponto de nem sequer nos comovermos mais com algo tão bárbaro?”, questionou ela.

PUBLICIDADE

Nesse mesmo texto, a cantora fala em relação á perversidade que tem aumentado no mundo.