Homem sequestra menina de 9 anos, leva ela para a Nigéria e a mãe faz um resgate impressionante

Garota sequestrada pelo pai nigeriano volta para casa em BH e quer reencontrar colegas

PUBLICIDADE

A história do pai que sequestrou a própria filha e a levou para a Nigéria chegou ao fim. Depois de ter passado cinco meses longe de casa a menina está de volta ao Brasil.

Ela desembarcou no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte. Na manhã deste sábado a menina Atinuke, de apenas 9 anos de idade chegou no país.

PUBLICIDADE

Carinhosamente a menina recebe o apelido de Keke. A garota revelou que o desejo dela naquele momento era de poder abraçar toda a sua família.

PUBLICIDADE

A menina ainda contou que estava com muito desejo de comer feijão com arroz. Ela ainda aproveitou o momento para mandar um recado para seus amigos de escola e disse que estava voltando.

Atinuke retornou ao país acompanhada de sua mãe. Durante o tempo que ela ficou sequestrada o contato com a família era difícil.

PUBLICIDADE

A própria mãe de Keke conseguiu falar com ela pouquíssimas vezes. A mãe da menina, Laurimar Pires, desabafou e disse que o ano dela está começando agora.

Determinada, Laurimar foi para a Nigéria com a intenção de passar apenas 10 dias por lá. Porém, ela fez um propósito e afirmou que não retornaria ao Brasil sem a companhia de sua filha. No total, a mãe da criança permaneceu na Nigéria por dois meses.

Laurimar conta que cada minuto que ela passou no país nigeriano valeu a pena, pois ela pode voltar com a companhia de sua filha.

Recepção de Keke e Laurimar

Os parentes da mãe e da filha decidiram fazer uma calorosa recepção para elas. No aeroporto, eles aguardavam as duas ansiosamente. Eles estavam com uma faixa feita em pétalas de rosa.

Edson Ferreira, que é padrasto da menina se mostrou muito emocionado com o reencontro. O padrasto da menina disse que foi muito sofrido esses últimos meses. Contou que o sofrimento começou desde que o pai de Keke a levou para a Nigéria.

Keke não é filha única, ela tem uma irmã mais nova, a Maju, de apenas 1 ano e 4 meses.

E você, o que pensa a respeito de tudo isso que aconteceu com a menina Keke? Lembre-se de deixar o seu comentário. Ele é de muita importância para a nossa equipe e sempre ajuda no diálogo de temas com relevância para a nossa população.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Pedro Henrique

Amo escrever sobre todo o tipo de assunto, notícias e atualidades são minha paixão. Contato: [email protected]