Antes de agredir o filho por suspeitar que fosse gay, mãe deseja que ele fosse viciado

Em áudio, mulher xingou e ameaçou o adolescente.

PUBLICIDADE

Por mais que os anos tenham avançado e as leis agora protejam a comunidade LGBTQIA+ com mais clareza, ainda existem casos de homofobia lamentáveis. Muitas vezes, o preconceito está dentro da própria casa.

Um caso denunciado à Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) é um dos muitos exemplos de como essa violência acontece. Um garoto, de 17 anos, foi agredido pela própria mãe depois que sua orientação sexual foi assunto. O caso foi denunciado por injúria e lesão corporal.

De acordo com as informações sobre o caso, a mãe suspeitava que o filho fosse gay e partiu para cima do adolescente. Além de agredi-lo com um pedaço de pau, ela ainda o xingou e atacou também verbalmente.