Técnica em enfermagem que contraiu Covid-19 não consegue vaga no hospital onde tanto trabalhou e morre com a doença

A profissional de saúde, estava com sintomas da doença e mesmo trabalhando no hospital, ela não conseguiu um leito para realizar o tratamento.

PUBLICIDADE

Anita de Souza Vianna 63 anos, era técnica de enfermagem no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla no Rio de Janeiro, trabalhava na linha de frente no combate contra o COVID-19, mas infelizmente no dia 16 de abril, em decorrência do novo coronavírus, ela veio a falecer.

A profissional de saúde, estava com sintomas da doença e mesmo trabalhando no hospital, ela não conseguiu um leito para realizar o tratamento, precisou ser transferida para o Hospital Estadual Zilda Arns, na cidade de Volta Redonda, chegou a ficar internada por 4 dias, mas não resistiu.

PUBLICIDADE

Anita de Souza, deixou o marido e três filhas, familiares relataram que a técnica em enfermagem, sentiu mal quando estava trabalhando no Hospital Ronaldo Gazolla.

Ela recebeu um atestado de uma semana, mas ela não passou pelo teste de COVID-19 oferecido pelo hospital, o teste foi realizado na unidade de pronto atendimento de Bangu, na zona oeste do Rio de Janeiro.

PUBLICIDADE

O teste rápido entrega o resultado em poucos minutos e deu positivo para coronavírus, mas os sintomas eram tão graves, que Anita precisou ser entubada, ela foi transferida para o hospital de Volta Redonda, porque não conseguiu vaga no hospital que trabalhava.

Familiares relataram, que ela se dedicou trabalhando no meio desta pandemia, mas agora eles não conseguiam sequer informações sobre o estado de saúde dela.

PUBLICIDADE

Um dia após a morte de Anita, uma de suas filhas publicou uma mensagem nas redes sociais, com uma foto da mãe sorrindo, a filha escreveu, sempre vou me lembrar de você assim, com o   sorriso que encanta a todos.

Mãe sempre vou te amar. No dia posterior, publicou uma mensagem dizendo que a ignorância vai até ao local em que se perde um ente querido. Fica em casa, mantenha o isolamento social, proteja-se.

Dados do Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro e do Conselho Federal de Enfermagem, revelam que somente no mês de abril, três técnicos de enfermagem, uma enfermeira, uma auxiliar e Quatro médicos, morreram por causa do coronavírus.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.