Tribunal Regional Federal derruba exigência de regularizar o CPF para obter o Auxílio Emergencial de R$600

Milhares de pessoas fizeram fila na Receita Federal

PUBLICIDADE

A Justiça derrubou a exigência de regularizar o CPF. Para aqueles que buscam o auxilio emergencial de R$600, uma barreira que estava provocando filas e aglomerações pelo país.

O Juiz Federal Ilan Presser, do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1) que suspendeu a exigência da regularização do Cadastro de Pessoa Física (CPF) para que a pessoa possa receber o auxilio emergencial de R$600 sem precisar ir para as ruas e passar horas na fila para conseguir realizar este feito.

A regularização do CPF é uma das exigências que a Receita Federal impôs para que as pessoas que buscam o auxilio possam receber o pagamento do beneficio. De acordo com a informação divulgada, a Justiça teve o entendimento de que essa exigência tem provocado muitas aglomerações, e essas coisas tem contrariado as orientações recomendadas pelas autoridades de saúde.

De acordo com essa nova norma, a caixa tem até 48 horas para atualizar o seu sistema e começar a aceitar os cadastros das pessoas que estão tendo dificuldades com este documento.

PUBLICIDADE