Advogada é sequestrada, abusada, morta e tem o corpo incendiado em Petrópolis, homem contou à polícia que apenas queria dinheiro para pagar aluguel

A vítima de 50 anos foi encontrada em Itaipava.

PUBLICIDADE

Na manhã desta sexta (22), uma advogada foi assassinada, e teve o corpo carbonizado. Segundo a Polícia Civil informou, que o suspeito do crime Rogério dos Santos contou detalhes, que matou Patrícia Sá Fortes,com violência, também incendiou o corpo da mulher, com ajuda de pneus.

O suspeito falou ainda, em esclarecimentos que tinha abordado a vítima, porque estava a necessitar de dinheiro para liquidar o aluguel. Neste sábado (23), Rogério foi detido na residência da namorada, pelos policiais civis.

PUBLICIDADE

Ao chegarem ao local os policiais acharam o carro e os documentos da vítima, conseguiram pistas da tentativa de transferência bancária da conta da vítima, para uma conta no estado de (RO).

A vitima foi surpreendida pelo suspeito, quando chegava de uma festa na madrugada de sexta, disse o delegado. As autoridades  afirmaram  ainda, que enquanto decorria o depoimento, ele disse ao pormenor que tinha chegado a Petrópolis de ônibus, na quinta (21) próximo das 17h, no qual ficou à espera que a vítima chegasse.

PUBLICIDADE

Segundo as imagens captadas pelas câmeras de segurança da Serra de Petrópolis, consegue-se ver o carro da vítima descendo seguindo ao Rio, e logo após voltando para Itaipava. O carro da advogada, já foi visto por peritos.

A polícia conta ainda que o suspeito já tem passagens por estupro, lesão, roubo e recentemente apenas à quatro meses, tinha saído em liberdade, da cadeia onde esteve preso.

PUBLICIDADE

Quem indicou o lugar do corpo da mulher, foi Rogério no qual foi encontrado na Serra de Petrópolis. O suspeito vai responder por homicídio qualificado. No qual poderá ocorrer uma pena até trinta anos de prisão.

Além de o homem, ter falado que tinha chegado à cidade nesta quinta, a polícia tem outra suspeita, que ele possa ter regressado na quarta (21), quando uma outra mulher também foi feita refém durante um assalto em Itaipava.

Nesse caso, passado duas horas, o suspeito pediu desculpa e se colocou em fuga com três mil e quatrocentos reais.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!