Após enterrar filho mãe de Henry vai a salão de beleza na Barra da Tijuca e realiza os serviços de pedicure, manicure e escova

No dia seguinte do enterro do filho, Henry Borel Medeiros, de 4 anos, no cemitério do Murundu, em Realengo, Monique Medeiros da Costa e Silva foi a um salão de beleza no Shopping Metropolitano, na Barra da Tijuca.

PUBLICIDADE

Após o enterro do filho Henri Borel Medeiros de 4 anos no cemitério do Murundu, Monique Medeiros da Costa foi a um salão de beleza em um shopping na Barra da Tijuca.

Monique realizou serviços de pedicure e manicure e escovou o cabelo, segundo informações três profissionais fizeram o procedimento ela pagou em torno de r$ 240, o salão de beleza fica a menos de 5 minutos a carro e ela saiu do velório e foi direto para o shopping nesse salão de beleza.

PUBLICIDADE

Monique conheceu Jairinho no ano passado no mês de novembro, eles foram a um almoço e começaram a namorar, em seguida passaram a morar junto e a criança também estava com eles.

O casal deu vários depoimentos na delegacia após a morte da criança e contam que encontraram a criança caída no chão estava com os olhos revirados e os pés gelados, eles disseram que acreditavam que a criança tinha acordado durante a noite e caiu da cama.

PUBLICIDADE

Eles haviam chegado em casa colocaram a criança para dormir foram assistir filme e acabaram dormindo, Monique disse que acordou por volta das 3 horas da madrugada e foi ver como a criança estava e a encontrou caída no chão.

Os pais relataram que o menino tenha acordado e tropeçado no encosto da cama e caiu no chão, no mesmo instante levaram para o hospital da Barra e os médicos constataram que já estava morto.

PUBLICIDADE

Havia lesões no crânio e em várias partes do corpo, os documentos apontam que havia dilaceração do fígado e havia hemorragia interna e traumatismo craniano.

No corpo havia muitos hematomas que não coincidiam com uma queda de uma cama, os pais passaram a ser investigados por estarem tentando dificultar a investigação, de acordo com a polícia estavam ameaçando algumas testemunhas.

Devido a todo esse processo a polícia decidiu pela prisão de ambos, Jairinho e a mãe Monique foram presos na manhã desta quinta-feira (8).

 

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.