Após mais de 30 boletins de ocorrência mulher é encontrada carbonizada em SC “brigas ameaças e até pedidos de medidas protetivas”

PUBLICIDADE

Muitos casos de agressão a mulher são noticiados diariamente, por diversas vezes o fato de ela já ter procurado por ajuda policial é indicio de como as nossas leis poderiam ser levadas mais a sério para conseguirem resguardar a vida das pessoas em questão.

Yara Filomena foi dada como desaparecida na última terça-feira, ela trabalhava no Hospital Universitário Professor Plydoro de São Thiago em Florianópolis, e esteve no local na segunda-feira (28) no dia seguinte ela saiu de casa e depois disso não foi mais vista.

PUBLICIDADE

Após algum tempo sem ser encontrada o atual marido foi a policia e disse que ela havia saído de casa portando apenas o seu celular sendo assim começaram as investigações sobre o paradeiro da mulher, câmaras foram analisadas para saber qual foi o caminho percorrido por Yara.

A polícia investigou e conversou com amigos da técnica em enfermagem procurou contato com as pessoas mais próximas, também investigou o fato de seu desaparecimento ter sido notificado apenas no dia 31, o Delegado Wanderley Redondo acredita que a demora para registrar o fato e iniciar as buscas podem ter sido decisiva para o sucesso do caso.

PUBLICIDADE

Ao ir a fundo no caso foi descoberto que a mulher tinha mais de trinta boletins de ocorrência registrados por brigas, ameaças e agressão, ela ainda tinha pedidos de medidas protetivas e as buscas foram encerradas após seu corpo ser encontrado carbonizado, ela foi identificada apenas pela arcada dentária, o crime ainda não foi solucionado.

 

Via: facebook.com

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Escrito por Julia Carolina

Gosto sempre de trazer novidades e curiosidades para manter o publico informado no dia dia, sigo a linha de noticias infantis e voltadas ao publico materno, alem de receitas e remédios caseiros.