Assassino acusado pelo homicídio do ator Rafael Miguel e seus responsáveis, era conhecido na cidade como “seu Manoel”

Com máscara e barba longa, Paulo Cupertino ia aos lugares públicos e também até posto de saúde.

PUBLICIDADE

Paulo Cupertino, homem com a acusação de matar o ator Rafael Miguel e seus responsáveis de 52 e 50 anos; morou em Mato Grosso do Sul por 8 meses. Rafael tinha 22 anos de idade e foi morto por Paulo com 13 tiros, desde então, Paulo estava foragido da polícia, vivendo no estado citado e trabalhando em uma chácara localizada na cidade de Eldorado.

Ele teria permanecido lá ao menos por 8 meses, quando foi denunciado há uma semana atrás, tomou a decisão de fugir novamente; de acordo com as informações da polícia.

PUBLICIDADE

Segundo ao delegado que anda responsável por investigar o caso, a última vez que o acusado teria sido visto foi dia 28 do mês passado, em outubro. O assassino usava máscara e barba longa para contribuir com seu disfarce.

O homem também ia frequentemente em uma das barbearias, unidade de saúde, quando conseguiu emitir uma outra carteira no SUS e também a lotérica em que fazia diversas apostas.

PUBLICIDADE

O delegado afirma que irão investigar local por local que ele frequentava. Também afirma acreditar que ele tenha dado sua fuga com o patrão em uma aeronave pausada na fazenda em que trabalhava. Seu patrão é Alfonso Helfenstein e também é foragido das autoridades.

A investigação antes, apontava que Paulo estava no Paraná; onde teria tirado uma falsa identidade. Essa falsa identidade estava garantindo a movimentação do próprio em contas bancárias, com o nome Manoel Machado de Silva, de 49 anos de idade; que informava que ele morava em uma cidade distante de Campo Grande, chamada Rio Brilhante.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.