Avô é preso após obrigar neta deficiente de 10 anos beber óleo de motor até falecer

Polícia investiga o caso.

PUBLICIDADE

Na tarde deste domingo (27), um homem de 60 anos foi preso em flagrante acusado de ter forçado a neta de 10 anos de idade a beber óleo de motor usado até perder a vida. O caso ocorreu em uma aldeia de Aral Moreira, localizada no interior do Mato Grosso do Sul e que fica a cerca de 376 km de Campo Grande, capital do estado.

Segundo as primeiras apurações da Polícia Civil do Mato Grosso do Sul, moradores da comunidade capturaram o suspeito e o mantiveram no local até que os agentes de segurança chegassem.

Durante a tarde de domingo, a polícia foi acionada para atender a ocorrência pela liderança da aldeia que informou para as autoridades que uma criança havia sido assassinada pelo avô materno.

Quando os agentes de segurança chegaram no local passaram a investigar o caso, que inicialmente aponta que o homem obrigou a neta a ingerir óleo de motor usado até que ela fosse à óbito.

PUBLICIDADE

Os policiais afirmaram que a menina era deficiente e que tinha dificuldades para se locomover, e diante de suas condições e pouca idade não teve como se defender do seu agressor.

Os agentes de segurança prenderam o suspeito e o levaram para a 1ª Delegacia de Polícia de Ponta Porã. A motivação do crime ainda é investigada, não há informações sobre o velório e sepultamento da vítima. A liderança da aldeia não se manifestou a respeito.

Via: g1.globo.com