Caso de Ameba “comedora de cérebro” deixa americanos alertas sobre infecções

autoridades americanas registram um infectado por uma ameba rara que causa infecção no cérebro humano levando a morte e tem alta taxa de mortalidade.

PUBLICIDADE

2020 é um ano que vem assombrado a população com várias notícias ruins e muitas vezes peculiares ao longo de todo o ano. E agora uma nova situação surge deixando autoridades da saúde americana em estado de atenção. Foi registrada casos de infecção de uma ameba rara que tem a capacidade de “comer cérebros” no estado americano da Florida.

A Naegleria Fowleri é uma ameba unicelular microscópica que causa infecção no cérebro humano e tem uma taxa de letalidade muito grande, foi contraída por uma pessoa em um condado do estado americano.

PUBLICIDADE

A Naegleria é um patogênico que pode ser achada em água morna e que pode exercer seu contagio através do nariz, porém não é possível o contagio direto de uma pessoa para uma outra pessoa.

Ela causa uma doença chamada meninge encefalite primaria é mais comum de acontecer nos estados que ficam ao sul do Estados Unidos, apesar de ser uma infecção realmente muito rara de ser relatada.

PUBLICIDADE

A recomendação das autoridades de saúde locais é a de que a população evitem contato de água através do nariz ou qualquer outra fonte. A Naegleria geralmente vive em fontes de água como lagos e rios ou até mesmo podem ser encontradas em piscinas onde não foi feito o tratamento por cloro de forma realmente adequada para a eliminação de organismos nocivos.

Na natureza, ela se alimenta principalmente de bactérias que também podem serem encontradas em ambientes aquáticos.

PUBLICIDADE

A taxa de mortalidade que pode chegar até em 97 por cento dos infectados mata o indivíduo em no máximo 1 semana e pode ter como sintomas dores de cabeça, nuca rígida, febre, vomito e náuseas.

Como o processo infeccioso se dá através da entrada da ameba por via nasal no corpo humano, o patogênico tem acesso direto ao cérebro do indivíduo e acaba por atacar o tecido cerebral do infectado e por conta disso ela ganhou esse apelido de ameba que come cérebros.

 

 

 

PUBLICIDADE

Escrito por Thiago Aureliano Nascimento Conceição

colunista de variedades, tv e famosos, fofocas, política e policial. um pseudo nerd que entende um pouco sobre o assunto.