Companheiro da mulher que morreu após parto de trigêmeos em SC, diz: “Desceu e nunca mais a vi”

A mulher morreu pouco tempo depois, de ter dado à luz trigêmeos em SC.

PUBLICIDADE

Marido da mulher que morreu após parto desabafa sobre a perda da mulher. Nesta quinta (28) José Cleber Xavier, de trinta e quatro anos, disse que a esposa desceu, e que ele não pode desce com ela, e que não ficou junto com ela.

O viúvo, é pedreiro e morador de Itajaí, agora segue a grande missão, de cuidar dos sete filhos, sem a sua esposa, que infelizmente não sobreviveu depois de complicações após parto dos trigêmeos, logo após um dia de ser internada na UTI.

PUBLICIDADE

O hospital informou que a mulher não sofreu problemas no parto de cesária. Entretanto, na quarta (27) ela sofreu sangramentos e precisou de ser submetida a uma cirurgia de emergência. Até ao momento, a causa da morte não foi relevada pela unidade.

José, disse ainda, que tinha conversado e chegou a dar água para a esposa. E que ela disse, que estava sentindo fraqueza, horas após o parto. Ele conta que ambos estavam na sala, e deu início ao sangramento, e continuou e foi sangrando, e ai não teve mais alternativa, após fazer a limpeza, ela chamou a médica.

PUBLICIDADE

Foi então que a médica desceu de imediato com Camila para a UTI. A unidade hospitalar, informou que fizeram a retirada do útero, por problema que deu com ela, e que não sabem ainda explicar direito o que aconteceu.

Os trigêmeos, permanecem na unidade hospitalar, mas encontram-se saudáveis.

PUBLICIDADE

José, fala sobre as condições para cuidar dos filhos que não irá ter. Todos os parentes vivem  Indiaroba (SE). Há cerca de dez anos, o casal decidiu se mudar para o Vale de Itajaí, para procurar melhores condições de vida e trabalho. Cardoso, trabalha como pedreiro, e a esposa ficava em casa para cuidar dos filhos.

O viúvo, disse que agora no princípio, vai contar com a ajuda da mãe, e dos irmãos. Ele conta ainda, que condições, ele não vai ter. Mas que precisa de seguir em frente. Que a mãe está la´, e que vai ajudar. Que agora precisa de pensar positivo. E que tudo vai dar certo.

O viúvo também afirmou que as doações são precisas no momento. E deixa um pedido de ajuda a todos que puderem ajudar, e a quem tiver a vontade de fazer uma pequena contribuição, que estão preparados para receber toda a ajuda.

As doações, como alimentos e roupas, quem quiser ajudar a família pode entregar na Unidade Básica de Saúde, da Murta, na Rua Orlandina Amália Pires Corrêa, trezentos em Itajaí.

Um bem aja a todos que poderem ajudar essa família nessa fase difícil.

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!