FOTO: Após quase 62 anos, foi possível identificar menina que teria sido deixada morta em deserto aos 4 anos “Miss ninguém”

PUBLICIDADE

Em 1960 uma criança foi encontrada morta nos Estados Unidos, Arizona, a criança estava com uma blusa azul e shorts, também usava chinelos improvisados como se fossem de adultos adaptados para seus pezinhos, tinha as unhas pintadas e não conseguiram identificar mais nada na época em que foi encontrada.

A muitos anos o mistério continua e algumas vezes seu caso foi reaberto já que levantou muita curiosidade, a menina foi enterrada em um leito de areia e encontrada em decomposição por um professor, também foi identificado que a criança morreu com a idade aproximada de 3 a 6 anos.

PUBLICIDADE

Foi concluído que não haviam ossos quebrados e traumas, a menina então foi chamada de “Pequena Miss Ninguém”, em 2018 ela foi exumada e com as atuais tecnologias, foi possível traçar um DNA para a garotinha e sua identificação foi possível.

A menina foi identificada como Sharon Lee Gallegos de 4 anos, ela teria sido sequestrada em casa no Novo México em julho de 1960, teria sido encontrada 10 dias depois disso, ela brincava na varanda de casa quando foi levada, o sobrinho de Sharon nasceu cinco anos depois do seu desaparecimento e foi quem deu entrevista aos jornais.

PUBLICIDADE

A família nunca soube o que aconteceu com a menina e so foram informados sobre a identificação da menina na ultima sexta feira (11), o sobrinho e o irmão de Sharon que mora fora do pais planejam uma forma de homenagem para a menina sua mãe e avó.

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

Escrito por Julia Carolina

Gosto sempre de trazer novidades e curiosidades para manter o publico informado no dia dia, sigo a linha de noticias infantis e voltadas ao publico materno, alem de receitas e remédios caseiros.