Jogadores que morreram em acidente de avião estavam em voo particular após positivo para Covid-19

Nenhum dos quatro atletas que morreram haviam feito suas estreias pela equipe

PUBLICIDADE

Os quatro jogadores do Palmas, que foram vítimas de um acidente de avião que ocorreu neste último domingo (25), em Porto Nacional, viajavam na aeronave em questão, pois haviam testado positivo para a Covid-19. De acordo com o que foi relatado pelo Palmas, o clube optou por fazer o transporte dos jogadores no avião em questão, visto que o período de isolamento terminaria neste domingo, e por isso, eles poderiam jogar nesta segunda-feira (25), contra o Vila Nova, pela Copa Verde.

O avião, que contava com seis ocupantes, não teve nenhum sobrevivente do acidente. No local do acidente, morreram o goleiro Ranuele, o lateral-esquerdo Lucas Praxedes, o zagueiro Noé e o atacante Marcus Molinari. Nenhum dos quatro jogadores havia feito sua estreia pelo clube em questão ainda, visto que os jogadores haviam sido contratados logo no começo deste ano pelo clube.

PUBLICIDADE

Além dos atletas que estavam na aeronave, o presidente do time Lucas Meira e o piloto Wagner Machado também foram vítimas fatais do acidente. O avião caiu logo pela manhã do domingo (25), pouco tempo após ter decolado em Luzimangues, em Porto Nacional. Um vídeo gravado no local do acidente mostrou a aeronave em chamas após sofrer queda.

Após o acidente a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) declarou que o jogo que aconteceria entre o Palmas e o Vila Nova está adiado, e não se tem uma nova data no momento par que o jogo aconteça novamente. O acidente causou uma verdadeira comoção através das redes sociais, e personalidades se manifestaram prestando solidariedade ao time.

PUBLICIDADE

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o avião era um bimotor do modelo Baron, prefixo PTLYG. O site da fabricante deste tipo de avião, a Beechcraft, declara que este tipo de aeronave pode transportar no máximo seis pessoas. O avião pertencia à uma construtora com sede no Paraná, chamada Meirelles Mascarenhas Ltda, e não tinha autorização para atuar como taxi aéreo.

Repercussão na web
O Brasil inteiro parou com a notícia do avião que caiu e matou os jogadores. Nas redes sociais, milhares de pessoas compartilharam a notícia, e deixaram comentários de último adeus para todos os envolvidos. Muitas pessoas deram início a uma campanha de oração para que as famílias que perderam seus parentes possam ter forças para passar por esse momento tão triste, que é o momento de luto.

Via: g1.globo.com

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.