Laudo no corpo de menino Gael revela detalhes impactantes contra mãe: ‘não demonstra afeto’

A mulher foi encaminhada para um hospital psiquiátrico presa por suspeita no crime bárbaro

PUBLICIDADE

Andréia, de 37 anos, é a principal suspeita de ter matado o próprio filho, de 3 anos de idade. Ela segue presa após ter sido acusada do crime bárbaro, enquanto as investigações seguem acontecendo. O menino, Gael de Freitas Nunes, foi encontrado ferido no apartamento em que ele morava c om a família, nesta última segunda-feira (10).

A criança foi socorrida pelo Samu, e levada para a Santa Casa de São Paulo. No entanto, acabou não resistindo aos ferimentos e veio a falecer. A mãe do menino, que foi detida acusada do crime, não demonstrou em momento algum que havia ficado afetada pela brutalidade da morte de seu filme. O crime, no entanto, vem comovendo o Brasil inteiro.

PUBLICIDADE

As informações a respeito do suposto envolvimento da mãe nos ferimentos que causaram a morte de Gael, são parte da investigação que está sendo feita no momento, e constam no boletim de ocorrência que foi registrado no 1° DDM, e foi obtido de forma exclusiva pelo portal de notícias UOL.

O registro indica que de acordo com o laudo que foi feito, a mãe não demonstrava nenhum tipo de afeto, e nem mesmo se mostrou afetada pela morte do filho, que faleceu devido a ferimentos causados por agressões. De acordo ainda com o documento em questão, Andréia tinha marcas nos braços, que apontavam que o menino tentou se defender das agressões sofridas.

PUBLICIDADE

A mulher também apresentou mãos avermelhadas e inchadas, que mostram que as agressões foram cometidas de fato por ela. A maioria dos golpes sofridos por Gael, foram na região da cabeça. Os peritos apontaram que foram encontrados alguns ferimentos que aparentavam marcas semelhantes ao anel usado pela mãe do garoto.

Via: pragmatismopolitico.com.br

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.