Mãe processa médico por não descobrir deficiência da filha: “Se soubesse teria abortado”

Segundo ela, teria evitado que a filha tivesse uma vida de sofrimento.

PUBLICIDADE

A espera de uma criança muda muita coisa na vida das pessoas, os pais ficam bastantes ansiosos com a chegada de um novo membro que está crescendo a cada mês na barriga da mamãe.

Durante a gestação, a mulher passa por diversos exames para saber se tudo está bem com ela e também com o bebê, para que assim se tiver algo possa ser cuidado quanto antes.

PUBLICIDADE

No entanto, mesmo passando por exames existem certas coisas no desenvolvimento do bebê que não são encontradas, e esse é o caso de Lindsey Shaw, uma mulher de 32 anos que reside na Inglaterra.

Ela estaria processando um hospital no Reino Unido por não terem descoberto através do exame de ultrassom que a sua filha possuía uma deficiência.

PUBLICIDADE

De acordo com a mulher, todas as ultrassons realizadas era para saber se havia algo de errado com a formação de sua filha, e afirmou que soubesse da deficiência da filha teria interrompido a sua gestação.

A pequena Emilly veio ao mundo no final de 2014, ela possui a Síndrome de Aicardi, o que impossibilita do cérebro se desenvolva, ocorrendo problemas sérios como a cegueira, não aprendizado e incapacidades como a fala e a impossibilita de andar.

PUBLICIDADE

Lindsay moveu uma ação contra a empresa de serviços de saúde, de acordo com a mulher se o problema fosse descoberto no início da gravidez, ela teria tirado a filha.

No decorrer do julgamento, ela ainda disse amar a filha, mas faria a tal ação para que a filha não sofresse, como ela tem sofrido diariamente, a mulher ressaltou que não faria o ato pela filha possuir uma deficiência.

Em alguns países, o aborto é permitido quando a criança nasce com uma deformidade grave e a vida futura possa se comprometida, o que seria o caso da pequena Emily.

PUBLICIDADE

Escrito por Margareth Santos

Gosto de dedicar uma parte do meu tempo levando noticias e informações através de matérias relacionadas a tudo, inclusive de saúde, culinária, famosos e do mundo da maternidade.