Morre idosa de 103 anos que se formou em direito aos 97 e atuou em júri

Chames Rolim faleceu na cidade de Ipatinga, interior de Minas Gerais

PUBLICIDADE

Na última segunda-feira (12), faleceu Chames Rolim, uma idosa de 103 anos de idade que se formou em Direito e atuou no seu primeiro júri aos 97 anos de idade. Dona Chames, como era conhecida, faleceu na cidade  de Ipatinga, localizada em Minas Gerais.

De acordo com informações publicadas pelo G1, a idosa se formou ainda no ano de 2014. Posteriormente, ela conseguiu participar do seu primeiro júri fazendo parte da equipe de defesa. O réu no caso em questão estava sob a acusação de ser o mandante na morte do próprio pai e foi inocentado.

PUBLICIDADE

Ao falar a respeito da sua decisão de estudar Direito, Chames Rolim afirmou que sempre achou a profissão muito bonita, especialmente pela possibilidade de conhecer melhor sobre o que é certo e errado perante a lei. De acordo com ela, participar do júri em questão foi um prazer e ela afirmou que não esperava conseguir alcançar tanto.

Ainda segundo o G1, durante a formatura de Dona Chames, a filha da idosa chegou a afirmar que ela sempre foi uma mulher visionária. Entretanto, devido à criação conservadora que recebeu dos seus pais, não teve a oportunidade estudar quando era jovem, visto que o seu pai no permitia.

PUBLICIDADE

Além disso, a filha de  Chames Rolim ainda destacou que a sua mãe sempre teve uma grande facilidade de comunicação e após a morte do marido, que era uma pessoa mais retraída, ela viu a oportunidade de realizar o seu sonho.

 

Via: g1.globo.com

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.