Morto a tiros o investigador que estava perto de conseguir a chave para combater a pandemia do coronavirus.

Bing Liu, investigador da Universidade de Pittsburgh, estava perto de "alcançar descobertas importantes" sobre a Covid-19. Foi morto a tiro dentro de casa, num crime que teve contornos pessoais.

PUBLICIDADE

 

Um pesquisador médico da Universidade de Pittsburgh, que “estava prestes a fazer descobertas muito significativas de coronavírus”, foi encontrado morto a tiros no último sábado na Pensilvânia, confirmaram autoridades nos Estados Unidos.

PUBLICIDADE

 

Bing Liu, 37, pesquisador da escola de medicina, foi encontrado morto dentro de uma casa em Ross Township, norte de Pittsburgh, revelou o médico legista do Condado de Allegheny. Aparentemente, alguém lhe deu um tiro na cabeça e no pescoço.

 

Uma hora depois que o corpo de Liu foi descoberto, uma segunda pessoa, Hao Gu, 46, foi encontrada morta em um carro a pouco mais de um quilômetro de distância.

PUBLICIDADE

 

Ross Township Detetive de Polícia Sargento. Brian Kohlhepp disse à NBC News que os homens se conheciam. Os investigadores acreditam que Gu matou Liu antes de retornar ao seu carro, onde ele morreu de um ferimento a bala auto-infligido.As autoridades ainda estão investigando seu relacionamento e um possível motivo para o assassinato.

 

Os colegas de Liu no Departamento de Biologia Computacional e de Sistemas da universidade explicaram em uma declaração que “o Bing estava prestes a fazer descobertas muito significativas para entender os mecanismos celulares subjacentes à infecção por SARS-CoV-2 e os fatores subjacentes” das seguintes complicações “.

PUBLICIDADE

Da Faculdade de Medicina, ele descreveu seu ex-colega como um dos principais pesquisadores e mentores, e eles juraram concluir a pesquisa de Liu “em um esforço para homenagear sua excelência científica”.

 

O novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença conhecida como Covid-19, infectou mais de 3,6 milhões de pessoas em todo o mundo, enquanto o número de mortes em todo o mundo excede 261.000 e dos 1.200.000 recuperados.

 

Estados Unidos, Espanha, Itália, Reino Unido, Alemanha, França, Rússia, Turquia, Brasil e Irã são, nessa ordem, os países mais afetados pela pandemia em termos de número de infecções confirmadas e os únicos onde a barreira foi superada. dos 100.000 casos. Os dez países superaram a China, o epicentro original onde a pandemia surgiu em dezembro de 2019.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redatora S Silva

Sou colunista de noticias, de famosos, tv, receitas, politicas e testemunhos e mensagens, reflexoes. Buscamos sempre o melhor, para que as notcias chega a tempo para todos.