Mulher que decapitou a mãe disse ao delegado que se a cabeça da mãe fosse costurada virada para trás ela voltaria a viver

Uma mulher que matou e decapitou sua própria mãe pediu que costurassem a cabeça da vítima virada para trás para ressuscitá-la. O crime ocorreu em Sydney, Austrália e familiares das duas afirmam que a genitora estava empenhada em “tirar o demônio do corpo da filha”.

PUBLICIDADE

Uma mãe antes de ser morta gastou cerca de $2.500 com um especialista espiritual para que retirasse o demônio da filha.

PUBLICIDADE

O trabalho não foi realizado a mulher matou a própria mãe com diversos golpes de faca ao ponto de arrancar a cabeça, a mulher pediu para que a mãe fosse colocado no caixão e a cabeça fosse costurada virada para trás, para que ela fosse ressuscitada.

O crime aconteceu na Austrália em Sidney, os familiares da vítima disseram que ela estava empenhada em tirar o demônio da filha.

PUBLICIDADE

A mulher não era normal gostava de assistir filmes que apresentava esse tipo de brutalidade, ela era diferente das outras pessoas.

Jéssica Camileri de 27 anos, é acusada de matar a própria mãe Rita Camila de 57 anos, o crime aconteceu na cozinha da residência onde elas moravam.

PUBLICIDADE

O crime aconteceu no ano passado mas foi julgado somente este ano no tribunal, a mulher disse ao promotor que a mãe iria voltar à vida se a cabeça fosse costurada virada para trás.

Os advogados de Jéssica afirmam que ela tem deficiência mental por isso ela cometeu esse ato extremo contra a mãe, ela foi diagnosticada com dislexia e transtorno do espectro do autismo, a irmã de Jéssica disse que ela sofria vários transtornos mentais, familiares lembraram que a mãe de Jéssica havia procurado um tratamento espiritual para que o demônio de Jéssica fosse retirado, ela gastou mais de $2.500 para realizar o trabalho que acabou não acontecendo.

A mulher concluiu que a filha estava possuída por um demônio, pelos atos estranhos que ela tinha e por gostar de filmes de terror, Jéssica matou a própria mãe e em seguida ligou para a emergência, ela afirmou que estava agindo por legítima defesa.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.