Sobrevivente do acidente do ônibus que caiu no viaduto, relata o momento que viveu em João Monlevade: “Só teve tempo de agarrar a filha e aguardar que o ônibus caísse”

Subiu para 19 vítimas que morreram no acidente do ônibus no viaduto.

PUBLICIDADE

Sobrevivente que seguia no ônibus em João Monlevade, faz um relato emocionante após tentar se salvar com a filha. Daiane dos Santos, conta que só teve tempo de agarrar a filha e aguardar que o ônibus caísse.

Conta ainda, que não teve como pular, mas quem estava na frente conseguiu saltar, mas quem não estava, teve que infelizmente ficar dentro do ônibus e esperar que o pior acontecesse.

PUBLICIDADE

A sobrevivente, teve alta da unidade hospitalar e agora segue o seu destino até SP, ela seguia no ônibus com a filha, quando ele acabou por cair num viaduto. Daiane, não conseguiu sair antes do ônibus cair, mas recorda os momentos de medo que sofreu.

Solange Pereira, é outra sobrevivente, da tragédia que tirou a vida a quase duas dezenas de pessoas, nesta sexta (4), mas conseguiu saltar antes do ônibus cair.

PUBLICIDADE

Ela conta que quando se levantou, o pessoal já tinha começado a pular, e ela acabou por pular também, e quando ela pulou no chão, não viu mais nada naquele momento, vindo a acordar mais tarde já na unidade hospitalar.

A mulher, estava a tentar saber onde estava o seu filho. O socorrista voluntário Renato Carvalho, foi um dos membros fundamentais no resgate de todas as vítimas e tranquilizou a mãe desesperada, dizendo que atendeu o filho dela, e ele está estável.

PUBLICIDADE

O administrador de empresas, no local onde o ônibus caiu, pertence ao grupo dos credenciados pelos Corpo de Bombeiros, e também ajuda nos resgates da cidade.

Segundo as informações do último balanco, disponibilizado pelas autoridades, no acidente estiveram envolvidas 46 pessoas. No qual dezenove delas morreram, e vinte e três ficaram feridas.

Além disso internadas continuam dez pessoas, em duas unidades hospitalares diferentes. Familiares dos feridos, que procuram noticias dos parentes, podem procurar a Polícia Civil via telefone.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!