1 ano da morte do menino Henry e pai diz que acredita que Monique segurou o filho para Jairinho matar

O casal alega inocência.

PUBLICIDADE

O engenheiro Leniel Borel de Almeida, pai de Henry Borel disse que acredita que Monique Medeiros tenha segurado o próprio filho de 4 anos para que namorado dela, o médico e ex-vereador Jairo Souza Santos Júnior tortura e matar o menino.

As declarações de Leniel foram feitas através de uma entrevista para um jornal bem às vésperas de completar um ano da morte do menino que foi morto no dia 8 de março de 2021.

PUBLICIDADE

O casal alega inocência na morte do menino, mas o pai de Henry disse que depois do final das investigações e as análises dos peritos ele acredita sim que seu filho tenha realmente sido brutalmente assassinado pelos dois e que a mãe do menino possa ter participado ativamente segurando o filho nos braços para Jairo bater com intenção de matar a criança.

O engenheiro disse que acha que Monique lavou as mãos por causa de sua ambição pois ela vivia vantagem Financeira no namoro.

PUBLICIDADE

Ele falou que perder seu filho foi a pior coisa que aconteceu em sua vida e que engordou 15 quilos. Faz terapia duas vezes por semana e seus pais não conseguem falar com ele sem chorar.

O engenheiro disse que perdeu a fé no ser humano, não consegue mais confiar em ninguém. Ressaltou que até o momento não conseguiu se desfazer das coisas do filho, mas pretende doar no futuro roupas e brinquedos.

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.