A triste realidade: Jovem grávida infectada com Covid-19 morre após dar a luz em parto prematuro sem conhecer o filho, é enterrada numa vala com terra jogada por trator

Morre sem conhecer o filho, e é sepultada como objeto.

PUBLICIDADE

Infelizmente a doença do novo coronavírus, continua a fazer vítimas, e cada vez mais grávidas. Foi o caso de Eliane Ramos Rodrigues, a doença bateu na porta de uma forma muito cruel.

A mulher estava grávida, quando testou positivo para o novo coronavírus, em Manaus. Mas infelizmente o desfecho foi o mais triste possível, ela foi internada, realizou o parto prematuro, mas acabou por não resistir e morreu uns dias depois. Eliana, é mais uma das vítimas da doença, que morre sem conhecer seu próprio filho.

PUBLICIDADE

A mulher já estava no seu oitavo mês de gestação, quando teve os primeiros sintomas da doença. Realizou os exames, que confirmaram o teste positivo, ela estava infectada. O seu filho, Bernardo que nasceu prematuro, se recuperou e está bem, já teve alta.

A mulher, se manteve internada, num hospital privado, o estado dela era grave. Mas infelizmente o pior aconteceu, no dia 14 ela não resistiu e morreu.

PUBLICIDADE

O bebê e o seu irmão mais velho de 6 anos, atualmente estão sob cargo de uma tia, que lamenta o que aconteceu o que aconteceu com Eliana, e lamenta todas as vítimas do novo coronavírus, esse cenário triste e doloroso.

A mulher, acabou por ser sepultada no cemitério público. E o seu velório não poderia ser mais triste, ainda ela acabou por ser enterrada numa vala, onde de momento não tem coveiro, porque segundo as informações, os coveiros estão todos doentes.

PUBLICIDADE

“Quem joga terra sob um caixão com trator é desumano, eu fiquei muito revoltada, foi sepultada como fosse um objeto, porque nem os animais são sepultados assim, essa cena ficou gravada na minha memória”, comenta Maria José Ramos Rodrigues.

A prefeitura de Manaus, emitiu uma nota, onde nega que existe falta de coveiros. Segundo o comunicado, o cemitério Nossa Senhora Aparecida, está situado no bairro Taruma, e disponibiliza 14 coveiros, dois fiscais, cinco ajudantes por cada dia de trabalho.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!