A verdadeira história de Cinderela

Uma história repleta de ódio, inveja e rancor com recheio de sangue.

PUBLICIDADE

A história começa com a morte da mãe de Cinderela, que faz com que seu pai saia em busca de uma nova mulher para se casar novamente. até que a escolhida fosse uma mulher porém terrível (uma história com madrasta ruim não é boa, não e mesmo?) só, pra piorar, ela tem duas filhas que além de feias são insuportáveis pra piorar. O pai de Cinderela morre de tristeza e não demora muito para que a linda menina vire a escrava da casa e suborninada das terriveis mulheres, tendo que vestir roupas velhas e dormir ao lado do fogão.

Bom Tudo vai de mal a pior, até que chegada de um convite para o baile mas não um baile qualquer, mas sim uma grande festa que vai durar três dias  pra que assim o príncipe arranje sua nova noiva, também futura princesa do grande reino. Logo ao saberem as irmãs e a madrasta rsolvem ir de imediato, então assim Cinderela não tem a permissão da madastra para ir junto com elas. Mas essa parte todos já conhecem: sendo assim ela vai chorar muito em um cantinho até que de repente surje a fada madrinha e salvar o dia, ccorreto? Claro que não, errado.

Na verdade nossa pobre garota, quando se ver sozinha em casa, sai correndo para uma árvore que fica ao lado do túmulo de sua mãe  que a mesma plantou, com um galho que achou, e regou com suas próprias lágrimas e pede ajuda pra árvore. Até que um passarinho, todo bondoso, surje com um vestido maravilhoso de ouro e prata. Mas será que ele criou de forma mágica o vestido? Dizem que não! Ocorreram grades boatos de que ele roubou de outra jovem.

Mas Enfim, o que realmente importa é que Cinderela conseguirá ir ao baile mesmo a pé,  até porque o passarinho já deu o vestido e não era mágico e o sapato e não pode fazer milagres. Sendo assim todos os dias a jovem foge do príncipe, volta bem cedo pra casa e esconde o vestido na árvore pra não ser pega claro. Mas algo inésperado ocorreu quando na terceira noitada de festança, a jovem tenta escapar mais uma vez sem novidades, mas coisas não saem muito como o seu planejado. Porque o príncipe não era nada bobo, manda passarem tinta nas escadaria e o sapatinho que Cinderela usava era de ouro, e não de cristal e fica pintado em sua sola. O jeito foi correr pra casa descalça de um pé, toda bagunçada.

PUBLICIDADE

Bem mas coisas seguem seu rumo certo e o empregado do príncipe resolve ir atrás da misteriosa jovem das noitadas de festas com apenas um sapatinho de ouro nas mãos. Chegando a mansão da madrasta, começam os jogos de mutilação: só pra entrar no sapatinho e assim caber no pé de uma delas, até que mãe dá uma faca pra filha e manda ela cortar o dedão do pé. Espantoso assim.