Adolescente foi agredida pelo companheiro até morrer, familiares já diziam que ela estava cavando a própria cova

A adolescente Rosângela Maria dos Santos, de 16 anos, que foi morta em Guarantã (SP), estava em um relacionamento com o suspeito do crime havia pouco mais de um ano.

PUBLICIDADE

Segundo Roseli Maria Santos, a irmã Rosângela Maria Santos de 16 anos foi morta pelo companheiro de 21 anos, os dois estava se relacionando a mais de um ano.

PUBLICIDADE

A jovem foi morta em Guarantã São Paulo, o jovem de 21 anos foi preso pela polícia, em depoimento na delegacia ele disse que agrediu Rosângela porque descobriu que ela o havia traído.

PUBLICIDADE

Roseli contou que o casal brigava muito e a família sempre aconselhava ela a terminar o relacionamento, porque sabiam que isso não terminaria bem.

A irmã conta que era paixão pra lá, amor pra cá, mas eles brigavam muito e as brigas eram muito sérias, a família percebeu que isso seria perigoso para Rosângela.

PUBLICIDADE

De acordo com o boletim de ocorrência, Rosângela foi encontrada com ferimentos na cabeça em uma casa na zona rural da cidade.

Os policiais procuraram pela região e encontraram o companheiro, ele havia fugido logo após ter tirado a vida de Rosângela.

Segundo a irmã, o casal se conheceu em Avanhandava passaram a morar juntos e mudaram para Araçatuba, o rapaz tinha encontrado emprego e por isso eles estavam em Guarantã.

Roseli conta que a família sempre aconselhou a jovem a terminar o relacionamento, eles sempre diziam que Rosângela estava cavando a própria cova.

O suspeito falou aos policiais que discutiu após descobrir a traição e agrediu Rosângela com socos, já a irmã disse que ele agrediu até a morte porque Rosângela queria terminar o relacionamento, não teve nada de traição.

Segundo o boletim de ocorrência, Breno foi preso pouco tempo após o crime.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.