Além de lidar com a perda de um familiar devido à Covid-19, família vive um drama ao receber valor da conta no Hospital

Comerciante esteve internado durante sete dias numa unidade hospitalar privada do Brasil, antes de morrer.

PUBLICIDADE

Os entes queridos de um homem que perdeu a vida por causa da Covid-19 no Brasil recebeu conta absurda a pagar do hospital por 7 dias que paciente estava internado. O valor era assustador equivalente a 170 mil reais.

Fábio dos Santos, 38 anos, esgotado de esperar alguns dias na fila de espera de uma unidade de saúde pública do Brasil. Ele acabou indo a um hospital particular em São Paulo para verificar sua saúde.

No entanto, quando visto, o médico percebeu que era o Covid-19. O empresário foi imediatamente internado e ficou lá por sete dias, onde acabou falecendo.

PUBLICIDADE
Alguns dias após sua morte, a família de Fabio recebeu uma conta do hospital e não queria acreditar em tudo o que via. O valor pago foi próximo a 170.000 reais, mais de 26.000 euros.
A irmã do rapaz  contou ao jornal brasileiro que quando o estado de Fabio se agravou, o hospital perguntou à família se era possível transferir para um hospital público. No entanto, com um sistema de saúde lamentavelmente cheia. Mas, a família acabou por optar autorizando sua permanência na unidade de saúde particular.
Eles nunca pensaram que Fabio morreria e a conta chegaria ao valor agora cobrado.
Da forma que os familiares estavam dia cordo com pagamento de gastos pelo tratamento. Segundo disse uma advogada consultada pelo caso que ocorreu“a contestação da divida é mais complicada do que possa imaginar”. “É uma situação bastante complexa e frágil, mas teve a escolha de deixá-lo internado na unidade privada”, esclarece Rafaela Borensztein, profissional de defesa de doentes com dividas e problemas pendentes na saúde.
Ao entrar em contato com o hospital, Época afirmou que “as negociações podem ser realizadas e resolvidas por meio dessa fatura”. “Só temos dois mil reais disponíveis . Estamos num beco sem saída”, contou a irmã do falecido.
Ao mesmo tempo, foi criada uma especie de vaquinha virtual de angariação de dinheiro para ajudar a família do homem. Até o momento, foram arrecadados 43.000 reais, ou seja, cerca de 7.000 euros.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Escrito por Wellington Pereira Da Silva

Sou Estudante e redator amo escrever as melhores notícias ,curiosidades, historias ,dicas e entretenimento você encontra por aqui.