Aluna que motivou decapitação de professor reconhece ter mentido: “Essa é uma realidade cruel e revoltante” diz jornal

Uma mentira causa a morte de professor na França

PUBLICIDADE

A polícia francesa acredita que o professor Samuel Paty foi assassinado devido uma mentira de um aluna.

Segundo o jornal Le Parisien que teve acesso ao depoimento da adolescente na delegacia de polícia na última segunda-feira (8), ela havia feito uma denúncia caluniosa tudo era mentira e o professor pagou por isso.

Diante deste crime bárbaro as palavras da adolescente se tornaram uma realidade cruel e revoltante, saber que uma estudante mentiu e tirou a vida de Samuel que morreu decapitado tudo por que uma aluna de 13 anos mentiu.

Segundo informações do jornal a adolescente iniciou uma grande polêmica que resultou na morte do professor de história, o assassinato aconteceu no ano passado, mas agora adiante da polícia ela confessou ter mentido.

PUBLICIDADE

Após vários interrogatórios a jovem disse que estava na escola e afirmou que o professor recebeu diversas caricaturas do profeta Maomé, após isso o professor foi acusado de islamofobia.