Anvisa interrompe todos os testes de vacina contra Covid no Brasil “voluntário apresentou efeitos adversos”

De acordo com a agência brasileira de cuidados de vigilância sanitária foi repassado ao veículo de informação da instituição sobre a paralisação dos testes feitos em prol da vacina "Corona-Vac"

PUBLICIDADE

De acordo com a agência brasileira de cuidados de vigilância sanitária foi repassado ao veículo de informação da instituição sobre a paralisação dos testes feitos em prol da vacina “Corona-Vac”.

Chefe da instituição “BUTANTAN” informa que um de seus voluntários apresentou efeitos adversos após a vacinação do soro, sem muita descrição é repassado que apenas houve ocorrências relacionadas ao voluntário.

PUBLICIDADE

Em nota Anvisa repassa seguinte informação “no dia 29/10 realizou-se um comunicado interno de que todos os estudos sobre a avaliação de riscos da vacina foram interrompidos por tempo indeterminado, toda a causa de origem da medida estabelecível não será informada”.

Abaixo foi descrito que na paralisação dos estudos nenhum voluntário será mais vacinado para fornecer dados sobre efeitos ocorridos pela mesma. A empresa chinesa em parceria com governo paulista de João Doria está cada vez mais distante já que o presidente Jair Messias Bolsonaro afirmou em uma coletiva de imprensa que, não confia no material estudado e fornecido por eles.

PUBLICIDADE

No instituto “BUTANTAN” o responsável por dirigir todo o estudo sobre a vacina deu o parecer de estar totalmente surpreso com medida tomada pela Anvisa, pois desconhece totalmente de que um dos voluntários possa ter apresentado efeitos colaterais a vacina.

Em seus acréscimos o diretor (sem identificação), afirma que está de portas abertas para órgão regulador sobre todos os procedimentos tomados e que medida de paralisação será prejudicial na luta contra a doença.

PUBLICIDADE

Toda a medida tomada de forma antecipada pela Anvisa foi dada após um dos voluntários vir a óbito, o instituto retrucou a medida dirigindo-se como um caso a parte, pois o órgão regulador sanitário apenas teria sido informado de uma morte e que possivelmente não estaria ligada a vacina. De toda forma tanto Anvisa quanto “BUTANTAN” aguardarão laudo médico sobre a causa de morte do voluntário.

PUBLICIDADE

Escrito por Melissa Lopes

Trazendo "De tudo um pouco" por aqui. Relacionamento, curiosidades, notícias, receitinhas que amamos! Seja bem vindo!