Apesar da dor de perder o pai suspeito de Covid-19 filhos ainda tiveram que fazer o sepultamento por falta de coveiro em cemitério de Manaus

Os filhos do idoso disseram que antes de terem que enterrar o pai precisaram procurar pelo corpo.

PUBLICIDADE

De acordo com o boletim epidemiológico, divulgado pela Fundação de vigilância em saúde, já são mais de 300 mortes neste domingo dia 26, o número de casos confirmados do novo coronavírus no Amazonas, chega a quase 4 mil.

De acordo com familiares de um senhor de 82 anos, que morreu em decorrência do novo coronavírus, a eles é que tiveram que enterrar o idoso no cemitério Nossa Senhora Aparecida, Zona Norte de Manaus, os filhos do idoso disseram que antes de terem que enterrar o pai precisaram procurar pelo corpo.

De acordo com a prefeitura o caso está sendo apurado, mas informaram que essa situação foi isolada, o filho do Idoso John Magno, disse que não encontraram o corpo na unidade de saúde e precisaram procurar em um container, onde havia muitos corpos um em cima do outro, tiveram que se arriscar para identificar o corpo do seu pai.

O filho do Idoso, disse que após ter encontrado o corpo, enfrentaram uma situação dramática, pois no cemitério Nossa Senhora Aparecida, havia Covas, mas não havia coveiros para realizar o sepultamento, os próprios familiares precisaram sepultar o idoso, não havia ninguém na administração, ninguém que pudesse ajudar.

PUBLICIDADE

A Prefeitura de Manaus, relatou por meio de nota, que esta situação foi um fato isolado, mas está apurando o ocorrido, disseram que realizam um trabalho sério no município em meio a esta pandemia de coronavírus.