Após perder filha transexual de 19 anos pastor evangélico diz que vai abraçar a causa: “Tenho certeza que um dia a gente ainda vai se encontrar”

O pastor evangélico disse que a filha lutava a favor do movimento, por isso ele pretende continuar.

PUBLICIDADE

A trans Laura RedField de 19 anos, foi encontrada morta em Mairinque São Paulo, o pai da jovem é um pastor evangélico Luiz Henrique Leandro Ferreira, ele afirmou que pretende defender a causa LGBT QI+ e honrar a memória da filha.

O pastor evangélico disse que a filha lutava a favor do movimento, por isso ele pretende continuar, afirmou que irá abraçar essa causa, sabe que eles precisam de apoio, o pastor evangélico também sabe que terá retaliação, mas não deve nada para ninguém, ele perdeu a filha e a dor que ele sente é incomparável, nunca sentiu algo parecido na sua vida.

PUBLICIDADE

O pastor Luiz disse que a dor é imensurável, ressalta que está disposto a lutar por essa causa e ajudar muitos outros jovens trans que estão desaparecidos, irá fazer o que puder para apoiar a causa.

A jovem Laura desapareceu no dia 10 de agosto, o corpo foi encontrado no dia 22 no Jardim Vitória, estava em estágio avançado de decomposição. Jonathan Richard de Lima Moreira de 18 anos, o namorado da vítima foi levado à delegacia e confessou ter matado a jovem.

PUBLICIDADE

A prisão temporária de 30 dias foi concedida pela justiça, para que a polícia conclua o inquérito, o pastor disse que Laura sempre sofria preconceito, mas ela continuava lutando pelos seus direitos.

PUBLICIDADE

Luiz afirmou que sofreu muitos preconceitos por ter um filho transexual, mas ninguém tem o direito de julgar ninguém, enquanto houver desrespeito terá guerras, a polícia aguarda o laudo necroscópico que aponta a causa da morte da jovem, o corpo estava em estado avançado de decomposição mas havia marcas de perfuração.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.