Arma encontrada na casa de Flordelis foi usada no dia em que Anderson foi assassinado

A pistola 9mm foi encontrada no quarto de Flávio, um dos filhos da deputada que se encontra preso por ter participado do crime

PUBLICIDADE

De acordo com os dados obtidos a partir de um exame de confronto balístico, a arma encontrada na casa da deputada federal Flordelis foi utilizada na morte do seu marido, o pastor Anderson do Carmo, que completa um mês nessa terça-feira (16). O celular do pastor, considerado uma prova fundamental para a solução do crime, ainda não foi encontrado.

A perícia foi realizada pelo Instituto Ccarlos Éboli e os seus resultados confirmam a análise preliminar realizada pelos investigadores da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e  Itaboraí (DHNSGI), localizada na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

A arma em questão, uma pistola 9mm, foi encontrada no quarto de Flávio, um dos filhos da deputada, que se encontra preso na DHNSGI devido ao seu possível envolvimento com a morte do pastor Anderson. Lucas, outro filho da deputada, também se encontra preso sob a acusação de ter participação no crime.

PUBLICIDADE

No presente momento, os investigadores estão aguardando uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) a respeito de quem deve prosseguir com a investigação relacionada a Flordelis. O objetivo dessa investigação é determinar se existem indícios de que a morte de Anderson foi motivada por razões ligadas à política.

Somente após a determinação da Corte será possível realizar avanços na investigação do caso. A cópia do inquérito ligado ao crime foi enviada no dia 28 de junho ao Ministério Público do Rio de Janeiro.