Até o momento, mais de 104 milhões de pessoas tiveram o pedido de auxilio emergencial negado pelo governo

Os cadastros realizados são analisados pela Dataprev, empresa de tecnologia ligada ao Ministério da Economia, juntamente com apoio do Banco do Brasil.

PUBLICIDADE

Muitas pessoas tentaram se cadastrar para conseguir receber o auxilio emergencial no valor de 600 reais fornecido pelo governo, porém, mais de 104,1 milhões de pessoas tiveram o beneficio negado.

Isso com base nos dados que foram atualizados e divulgados pela caixa econômica federal até a noite desta última sexta feira, dia 10 de abril.

Nesta lista estão desde aqueles que não possuem o direito porque não estão incluídos no cadastro único do governo, as fraudes e até queles que estão desinformados sobre as relação de critérios exigidas para a inserção do beneficio.

Conforme a lei, os pedidos feitos para serem beneficiados pelo auxilia, são analisados pela Dataprev, uma empresa de tecnologia ligada ao ministério da economia, juntamente com o apoio do Banco do Brasil.

PUBLICIDADE

O governo tem sido muito rigoroso em relação á possíveis fraudes no auxilio, a policia federal e a Agência Brasileira de Inteligência, Abin que já estão trabalhando no mapeamento das pessoas que estão aproveitando o momento para tirar proveito da situação.