Auxiliar de enfermagem é preso suspeito de abusar de 9crianças e adolescentes: “Ajudava famílias carentes, ganhava confiança e cometia os abusos”

De acordo com o Ministério Público do Paraná (MP-PR), o suspeito era tido pela comunidade em que morava, no bairro Cajuru, como alguém que prestava auxílio às famílias mais vulneráveis, sendo padrinho afetivo de diversas crianças e adolescentes na região.

PUBLICIDADE

Um auxiliar de enfermagem de 44 anos foi preso acusado de abuso contra nove crianças e adolescentes.

A polícia civil informou que a prisão foi feita na própria unidade de pronto atendimento da cidade de Pinhais em Curitiba.

PUBLICIDADE

O mandado foi expedido pela Vara da Criança e Adolescente e idosos da capital, o núcleo de proteção à criança deu apoio para a prisão do suspeito.

A prisão aconteceu na última sexta-feira, segundo informações do Ministério Público o enfermeiro morava no bairro Cajuru ele prestava auxílio a algumas famílias vulneráveis e era padrinho de diversas crianças e adolescentes.

PUBLICIDADE

Ele usava essa técnica de apadrinhar as crianças para ter mais acesso à elas, com auxílio de materiais de escola brinquedos ele ganhava a confiança dos familiares.

Os policiais disseram que perceberam que as famílias eram muito humildes pobres e alguns acreditavam que ele era uma pessoa boa que queria ajudar, olhando para suas condições e desejar levar uma melhora principalmente para as crianças.

PUBLICIDADE

Os pais acabavam deixando ele apadrinhar e com isso ele tinha mais acesso as crianças para cometer os abusos.

O auxiliar de enfermagem negou as acusações mas uma das meninas chegou a dizer que ele convidava para ir à casa dele, se colocava à disposição para cuidar das crianças caso precisassem se ausentar ou tivesse que fazer qualquer coisa, então acontecia os abusos.

A polícia civil informou que desde o ano passado vem investigando o suspeito por esse tipo de crime, mas como não havia provas não conseguia fazer a prisão, mas agora já tem prova suficiente para incriminá-lo de estupro de vulnerável contra pelo menos nove crianças.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.