Auxílio Emergencial: Governo estuda prorrogar as parcelas, mas terá que diminuir o valor do benefício

Essa é uma das opções que estão na mesa de negociação da equipe econômica.

PUBLICIDADE

Para conseguir ganhar tempo, até conseguirem o desenho de uma nova política referente aos programas sociais do governo federal, uma das opções de Paulo Guedes ( ministro da economia), é de dar mais uma parcela do beneficio do auxilio emergencial de R$600, porem desta vez, com o valor do beneficio dividido ao longo de 3 meses.

Essa é uma das alternativas que agora estão na mesa de negociação da equipe da economia. Atualmente, o programa do auxilio emergencial previa 3 parcelas do mesmo.

Mas que por agora, o governo esta estudando uma forma de estender o beneficio, desde que o pagamento mensal seja menor. Isto seria como um modelo de transição, até que os programas sociais possam ser reformulados.

Eles buscam encontrar uma fonte de recursos para poder bancar este aumento de gastos.

PUBLICIDADE