Avô que deixou a neta cair da janela do cruzeiro irá se declarar culpado pelo acidente

Conforme declarado pelo advogado que defende a família, a opção de se declarar culpado sem a intervenção do júri popular e sem a prisão , seria a forma mais fácil de acabar com todo esse pesadelo.

PUBLICIDADE

No mês de Julho do ano de 2019, um terrível acidente tirou a vida de uma criança, de forma prematura, deixando a todos desconsolados e muito tristes.

A família da pequena Chloe Wiegan, estavam com tudo já preparado para tirar umas férias, e com isso fariam uma viagem de cruzeiro.

A menina de apenas 18 meses estava na companhia de seu avô, o senhor Salvatore Anello, em uma sala destinada a recreação infantil, para a diversão da criança.

Nesse local havia uma janela, e o avô se aproximou da mesma com a criança, e a colocou para fora da janela por alguns segundos, e a pequena garotinha acabou caindo da altura de 11 andares, em cima de um cais de concreto.

PUBLICIDADE

Conforme apurado, a família da criança afirma que houve uma negligência por parte de quem administra o navio, isso porque a janela era parte da recreação infantil, então deveria ser obrigatoriamente fechada.