Avó tem gerado comoção nas redes sociais ao publicar relatos da situação do neto, que sofreu um dano cerebral grave após afogar em piscina

O caso ocorreu no dia 10 de agosto de 2020. De acordo com a cuidadora de idosos Maria Cristina da Silva Barros, de 50 anos, seu neto, Rhavi Barros, de 1 ano, se afogou em uma piscina no sítio da família, em Itariri, no Vale do Ribeira.

PUBLICIDADE

Em Santos litoral de São Paulo, uma avó publicou nas redes sociais a situação do seu neto que sofreu acidente na piscina, se afogou e teve um dano cerebral grave.

PUBLICIDADE

O caso aconteceu no ano passado no mês de agosto, Maria Cristina da Silva Barros 50 anos disse que seu neto de 1 ano Rhavi Barros caiu na piscina no sítio da família em Itariri no Vale do Ribeira.

PUBLICIDADE

Cristiana estava no sítio cuidando da mãe que é cadeirante e levou o neto para passear, a mãe Carolina Barros de 30 anos permitiu que o neto fosse com a avó para sair de casa, estava no meio da pandemia, ele apenas engatinhava, a maior parte do tempo permanência no colo.

PUBLICIDADE

A cuidadora disse que em alguns instantes quando estava dando a medicação para a mãe, o bebê foi em direção a piscina e caiu, ela era totalmente cercada tinha uma tela que cobria a piscina, quando percebeu que o neto não estava próximo ela procurou gritando pelo seu nome.

Quando passou perto da piscina viu ele boiando na água, no mesmo instante ela pulou resgatou a criança e pediu ajuda, a avó disse que sentiu um desespero que é difícil de explicar, apenas chorava e gritava e pedia a Deus que ele vivesse.

Foi um momento terrível aquele, a criança foi reanimado no local e foi levado ao hospital mais próximo, ele estava roxo e desacordado, a avó disse que a equipe médica quando recebeu Rhavi solicitou a horário do óbito, mas outro profissional de saúde tentou reanimar a criança e conseguiu.

O menino foi levada para o hospital foi entubado, tinha poucas chances de vida parecia impossível, os médicos deram apenas 1% de vida pois apenas 1% do cérebro funcionava, mas ela acreditou em Deus e sabia que um por cento seria 100% para Deus.

Os médicos insistiram e após um mês internado a criança começou a estabilizar, no dia 13 de Janeiro a criança saiu da UTI e em poucos dias recebeu alta, Cristina decidiu publicar nas redes sociais para demonstrar esse grande milagre.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.