Boas notícias, médico italiano destaca que o Covid-19, está a enfraquecer se tornando menos letal, e a suposta segunda vaga foi alarmante

Boas notícias depois de meses complicados na luta contra o novo coronavírus.

PUBLICIDADE

Segundo o médico italiano Alberto Zangrillo, que é responsável pela área de saúde , numa das localidades que foram mais afetadas pelo vírus. Onde vez milhares de mortes em curto tempo, exatamente em Lombardia, na região de Milão.

Segundo o especialista, que exerce profissão no Hospital San Rafaele, conta que a responsável infecção causada pelo novo coronavírus, está a enfraquecer, e atualmente se tornando menos letal. Ou seja, está a perder a potência, assim minimizando os casos de contágio, uma boa noticia que o mundo tanto espera.

PUBLICIDADE

“Mas vale lembrar que na realidade, na Itália já não existe esse vírus clinicamente”, defende o especialista durante uma entrevista. Onde também esclarece que “todos os testes recolhidos nos últimos dez dias, manifestam uma grande carga viral, no que se refere a termos de quantidade, é absolutamente infinitesimal, quando se pode comparar com os mesmos testes realizados há um ou dois meses atrás”.

O diretor do Laboratório do mesmo hospital, Massimo Clementi, acrescenta que “essa mesma capacidade de replicação do vírus, de maio, se tornou muito mais fraca do que verificado há dois meses antes”.

PUBLICIDADE

Numa época que o país italiano, inicia o levantamento de algumas  restrições, Alberto Zangrillo, rebate que alguns especialistas, causaram muito alarme, quanto a possibilidade de existir uma segunda vaga de infeções, considerando que ainda assim  deverá continuar a ter em conta que esta nova realidade,nos quais o hospital tem levando em frente.

“Precisamos de voltar à normalidade Alguém tem que ser responsável por estar a colocar medo ao país”, conta o médico. Uma vez que o governo italiano, pede que continue existindo cautela, e acha que ainda é prematuro aclamar por vitória.

PUBLICIDADE

“Enquanto estamos à espera da prova em que o vírus realmente desapareceu, também aclamo aos que confirmam  a certeza, que não confundam mais o povo italiano.

Devemos, e é um dever nosso convidar todas as pessoas deverão continuar , a manter a máxima precaução, como distanciamento social, evitar multidões de pessoas, lavar as mãos com frequência e principalmente continuar no uso de máscaras”, escreveu Sandra Zapa num comunicado por parte da sub-secretária do Ministério da Saúde.

Continuando a manter todos os cuidados, outro médico também destaca que o vírus está a ficar mais fraco. Matteo Baseti também esclarece que “a potência e a força do vírus, que ele tinha se espalhado há dois meses atrás, não é mais a mesma”.

“Claramente que a Covid-19, é uma doença diferente nos dias atuais”, finaliza.

 

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!