Bolsonaro sanciona a lei de reajuste no salário mínimo em 2020, saiba pra quanto vai.

A sanção foi publicada hoje dia 12 de junho no diário Oficial da União.

PUBLICIDADE

A regulamentação que estabelece o reajuste do salário mínimo foi sancionada pelo presidente da República Jair Messias Bolsonaro Messias. A publicação foi feita hoje (12) e anunciada pelo Diário Oficial, a quantia reajustada já estava valendo desde a edição de medidas provisórias 1° de fevereiro.

No fim do ano passado 2019, foi editado pelo governo federal a MP com alteração de 4,1% no mínimo, que foi reajustado de R$998 para R$ 1.039. O valor estimado tem que ser de acordo ao mercado financeiro com a inflação de 2019, segundo o Índice Nacional dos Preços ao Consumidor, medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

PUBLICIDADE

Contudo, o ano de 2019 foi finalizado com o valor em  alta superior, de 4,48% , deixando o novo valor abaixo da inflação. Esse é o índice para o aumento do salário mínimo, apesar da inflação ser medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, que finalizou o ano de 2019 em 4,31%.

Assim o governo federal, editou a MP n°919/2020 com o valor de R$ 1.045 a partir de 1° de fevereiro. Aprovação foi feita no dia 27 de maio no Senado Federal, por unanimidade, as Medidas provisórias (MPs) que fixou o reajuste do valor salário mínimo, que já tinha sido aprovada pela Câmara dos Deputados. Estimativas foram divulgadas pelo governo e apontam que a cada R$1 a mais no salário mínimo resulta em um aumento maior que R$ 355 milhões nas despesas públicas.

PUBLICIDADE

Devido a pandemia as despesas estão crescendo e fazendo grandes endividamento nas contas públicas do país. Em uma live nesta quinta-feira dia 11 de junho, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), falou sobre o risco de endividamento e que o governo não pode gastar mais de 100 bilhões. Pois se isso acontecer iriam extrapolar a capacidade de endividamento.

A taxa Selic ( Taxa básica de juros da economia) a 3% o juros  a longo prazo baixou consideravelmente, e se não tiveram cautela a Selic pode subir. E cada vez mais que produzimos de riqueza no país será apenas para pagar dívidas.

PUBLICIDADE

 

Contudo, os benefícios ao povo brasileiro está gerando um grande rombo na economia do país.

 

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redator Viviane Santos

Comunicação de notícias dedicado a TV e famosos, política, curiosidades, humor, relacionamentos, saúde e culinária.