Bolsonaro cogita nomear Eduardo Bolsonaro para embaixador do Brasil no Estados Unidos

Em entrevista o presidente Bolsonaro diz que esta em seu "radar" nomear seu filho para embaixador do Brasil no EUA

PUBLICIDADE

Nesta tarde de quinta-feira (11) o Presidente Jair Messias Bolsonaro faz uma entrevista coletiva, em Brasília, após a solenidade de posse do novo diretor-geral da ABIN ( Agência brasileira de inteligência ), aonde Alexandre Ramagem assumiu o cargo.

Bolsonaro é abordado pela emprensa sobre nomear seu filho, Deputado federal Eduardo Bolsonaro, para representar a embaixada do Brasil em Whashington, que esta sem embaixador desde Abril deste ano (2019), no mês anterior em que o presidente Jair Messias foi pela primeira vez no Estados Unidos ja havia alertado sobre a remoção do Sergio Amaral do cargo.

PUBLICIDADE

Bolsonaro na entrevista que concebeu disse: ” A legislação diz que, no caso, se algum palarmentar aceitar o cargo tera que renunciar ao mandado” e complementou dizendo ” é uma coisa que esta ao meu “radar”, existe sim uma possibilidade, ele é amigo dos filhos de Trump, fala ingles e espanhol, tem vivência grande de “mundo” e poderia ser uma pessoa adequada que daria conta do recado ”

O próprio Presidente disse que , só dependia de Eduardo Bolsonaro para nomeação da chancelaria brasileira no Estados Unidos.

PUBLICIDADE

O deputado federal deu uma entrevista coletiva na câmara dizendo que está disposto a renunciar o mandado para assumir a embaixada, e continuou dizendo que se o presidente formalizar o convite ele irá aceitar.” Se Jair me der esta missão, estou disposto a renunciar ”

” Falo ingles e espanhol, sou o deputado mais votado da história do Brasil, presidente da CREND (comissão de relação de exteriores da câmara), acredito que minhas credencias me indicam com qualificação “, ressaltou o deputado.

PUBLICIDADE

A conversa dessa situação não deve passar deste final de semana, anunciou Eduardo Bolsonaro.

Os critérios para escolher um embaixador estão presentes na lei 11.440/06.

Nesta lei ressalta que a partir dos 35 anos de idade que alguém pode se tornar embaixador, Eduardo em entrevista foi questionado sobre isso e ele rebateu dizendo “foi só uma coincidência”

Dentre um dos motivos da saída de Sergio Amaral esta que o presidente afirmou que não estava sendo bem visto no exterior, pois é reconhecido como racista, homofóbico e ditador, sem defesa dos diplomatas brasileiros que ali o representava.

Sergio Amaral estava no cargo desde 2016 e agora esta no escritório do Itamaraty, São Paulo.

PUBLICIDADE

Escrito por Pedro Henrique

Amo escrever sobre todo o tipo de assunto, notícias e atualidades são minha paixão. Contato: [email protected]