Caso Henry: Dr. Jairinho e Monique são presos pelo assassinato do menino

A policia está trabalhando com a hipótese de que o garoto era torturado pelo padrasto

PUBLICIDADE

Na última quinta-feira (8), Monique Medeiros e o vereador Dr. Jarinho foram presos sob a suspeita do assassinato de Henry Borel Medeiros, filho de Monique que faleceu ainda no mês de março.

Até o presente momento da investigação, os dois vinham sendo tratados como suspeitos, mas de acordo com as autoridades responsáveis pela investigação, Henry foi assassinado quando só havia os três no apartamento em que a família vivia.

PUBLICIDADE

É possível afirmar que foram expedidos mandatos de prisão temporária de 30 dias para ambos os suspeitos. De acordo com informações veiculadas pelo Metrópoles, Monique e Dr. Jairinho são suspeitos de atrapalhar as investigações por combinarem depoimentos com algumas testemunhas e também por fazerem ameaças a outras.

Atualmente, as autoridades estão trabalhando com a hipótese de que o vereador batia em Henry. Segundo as informações do Metrópoles, chutes, socos e pancadas na cabeça foram aplicadas na criança. A mãe, por sua vez, sabia do que acontecia desde o mês de fevereiro pelo menos.

PUBLICIDADE

É possível destacar ainda que a polícia atualmente trabalha com a possibilidade de que Henry tenha sido torturado em pelo menos uma ocasião, ocorrida no dia 12 de fevereiro. Na ocasião citada, Monique chegou em casa e percebeu que Dr. Jairinho e Henry estavam trancados no quarto, mas escolheu não fazer nada.

Após ser preso pelo crime em questão, o vereador afirmou que estava sendo vítima de uma injustiça.

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.