Caso Isabele: Mãe diz não ter motivo para comemorar, a filha não está presente, mas se sente aliviada com decisão da justiça

A adolescente que matou a amiga Isabele com um tiro em Mato Grosso foi condenada. Isolada em um quarto, a adolescente está internada para cumprir medida socioeducativa.

PUBLICIDADE

A adolescente que atirou em Isabelle no Mato Grosso foi condenada está em um quarto internada para cumprir medida socioeducativa.

PUBLICIDADE

Ela se entregou na última sexta-feira (19), a juíza Cristiane Padim não aceitou a versão dada pelos advogados da adolescente, dizendo que o disparo foi acidental, involuntário, de acordo com o depoimento dado pela adolescente o case caiu e quando ela foi pegar no chão disparou e acertou a amiga.

A perícia não aceitou essa declaração muito menos a juíza, a adolescente foi condenada pela morte de Isabelle Guimarães Ramos de 14 anos, ela levou um tiro na cabeça, o crime aconteceu em Julho de 2020 em um apartamento em Cuiabá.

PUBLICIDADE

A perícia realizada no local tem uma versão completamente diferente, 10 laudos técnicos foram realizados e todos apontam como homicídio doloso.

Segundo a polícia, a jovem agiu com frieza, desamor, hostilidade e desumanidade, a justiça também considerou que no apartamento a cena de crime foi alterada.

PUBLICIDADE

Patrícia mãe de Isabelle disse que quando soube da sentença dada pela justiça, ela suspirou fundo sentiu angústia e sofrimento, afirmou que não tem motivos para comemorar a filha não está presente nunca mais estará, mas se sente aliviada com a decisão da promotora.

A defesa da adolescente discordou da condenação, acredita que nos tribunais superiores toda essa situação será revertida, eles continuam afirmando que não houve intenção de tirar a vida da melhor amiga, tudo foi um acidente.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.