Caso Rafael: Mãe do garoto é indiciada por homicídio triplamente qualificado, além de dois ‘novos’ crimes

Alexandra Dougokenski e indiciada por homicídio triplamente qualificado.

PUBLICIDADE

Esse crime bárbaro chocou o mundo todo pelo fato da própria mãe ter tirado a vida do filho de forma cruel. O crime com requintes de crueldade aconteceu na cidade de Planalto (RS), no dia 15 de maio.

A mãe do garoto foi indiciada por homicídio doloso, quando há a intenção de tirar a vida de alguém, e ainda foram colocadas três qualificadoras.

PUBLICIDADE

Alexandra Dougokenski, mãe do garoto Rafael, que foi morto com apenas 11 anos de idade, foi indiciado por homicídio triplamente qualificado.

Além de tirar a vida do próprio filho, a mãe ainda vai responder por dois outros crimes cometidos, como falsidade ideológica e também ocultação de cadáver. Após forçar o garoto a tomar remédio, Alexandra ainda amarrou uma corda de varal no pescoço da criança e ainda arrastou ele até a casa da vizinha.

PUBLICIDADE

Segundo a perícia, o menino não morreu pelos remédios e sim pelo estrangulamento com a corda de varal. O inquérito contra a mulher foi concluído nesta quarta-feira no dia (02) de junho, como foi mostrada em uma matéria publicada pelo grande portal de notícias UOL. Ainda houve mais uma coletiva de impressa para que fosse passado mais detalhes finais da investigação.

Além do homicídio doloso, quando há a intenção de matar, a mãe do jovem menino teve mais três qualificadores, que vai estar tomando a pena dela bem mais rígida e dura. Para os policiais, a morte foi causada por um motivo bobo, sem nenhum direito de defesa da vítima, que era uma criança indefesa e por motivo de asfixia.

PUBLICIDADE

Com base nas informações do UOL, a mãe de Rafael vai ser condenada a trinta anos de prisão, pena máxima no Brasil. Quando o crime é contra uma vítima menor de 14 anos, essa pena pode ser acrescida de um terço.

Além desse homicídio triplamente qualificado contra o seu próprio filho, Alexandra Dougokenski tem ainda as penas somadas de mais outros 2 crimes, caso ela for condenada. Contudo isso, ela poderá pegar a pena máxima na legislação brasileira, que é de até trinta anos de reclusão em regime fechado, sem direito a sair pra nada.

PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.