Cemitérios de Bérgamo nao cabem mais os mortos pelo Corona Vírus e caixões são transportados por caminhões do exército

Mais de 60 caixões foram levados para serem cremados em municípios vizinhos a cidade italiana.

PUBLICIDADE

Bérgamo é uma cidade italiana teve que exportar vítimas do Corona vírus para cremação, foram mais de 60 caixões levados para cidades vizinhas, pois o cemitério da cidade não suportava mais.

Na última quarta-feira dia (18), podia ser visto uma longa fila de caminhões militares atravessando a cidade transportando dezenas de caixões rumo as cidades vizinhas para cremação, todos vítimas do Covid 19.

PUBLICIDADE

Bérgamo fica ao norte da Itália e a imagem diante da população como também do mundo todo, foi impressionante, uma caravana de caminhões verdes levando os caixões com as vítimas da epidemia, a imagem que serve de alerta para todo mundo, mostra que a prevenção, os cuidados são extremamente necessários.

Mais de 60 caixões foram colocados em 30 caminhões do exército e passaram pelo meio da cidade, até chegarem a rodovia com destino a outros municípios da Itália, a cemitérios para serem cremados, mas para ser realizada toda a cremação se estima que vai gastar mais de uma semana, pois devido a essa epidemia há muitas emergências.

PUBLICIDADE

De acordo com o jornal Eco de Bérgamo, os 30 caminhões levando 60 caixões foram para várias cidades do município, metade foram para a cidade de Moderna, onde será realizada as cremações.

Outros foram levados para o município de Acqui, Terme, Brescia, Cervignando del Friuli, Piacenza, Parma e outros, de acordo também com o jornal após realizada a cremação as cinzas retornarão para Bérgamo para o local de origem do falecido.

PUBLICIDADE

As atuais notícias mostram que a Itália já se aproximou das três mil mortes pelo Covid 19, bateu o recorde, 55 mortes diárias acontecem por causa da doença, são vítimas fatais em um único dia e casos confirmados chegaram quase 29 mil, as última semana foram registradas mais de 319 mortes e o número de positivos mais de 12.000, com mais de mil pessoas internadas em terapia intensiva, Bérgamo é a província mais afetada.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.