China irá investigar causas do falecimento do seu embaixador em Israel

Du Wei foi nomeado ao cargo de embaixador em fevereiro deste ano e anteriormente já havia servido a embaixada da Ucrânia, no mesmo cargo que o atual, entre 2016 e 2019.

PUBLICIDADE

China irá enviar equipe com especialistas a Israel para averiguar causas da morte de seu embaixador Du Wei em Tel Aviv

No domingo passado (17), o embaixador da China foi achado morto em sua residência aos arredores de Tel Aviv. De acordo com o jornal israelense Haaretz, os investigadores da China não irão passar por quarentena ao chegar em Israel.

PUBLICIDADE

Uma equipe irá conduzir a investigação interna e dará coordenadas as atividades da embaixada.

O Jornal diz em seu artigo que o chinês (embaixador) foi encontrado morto em sua cama.

PUBLICIDADE

O diplomata teria supostamente morrido enquanto dormia. O mesmo foi encontrado em sua casa e sem quaisquer sinais de violência pelo corpo, segundo o jornal Haaretz.

Du Wei foi nomeado ao cargo de embaixador em  fevereiro deste ano e anteriormente já havia servido a embaixada da Ucrânia, no mesmo cargo que o atual, entre 2016 e 2019.

PUBLICIDADE

O embaixador chinês era conhecido por ser crítico do Secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo.

O serviço de emergência em Israel, Magen David Adom disse que o diplomata pode ter falecido vítima de problemas cardíacos, mas oficialmente as causas não foram apuradas.

Segundo o jornal Independent, quando Du wei faleceu, não estava com sua família, pois seu filho e esposa não se encontravam junto a ele em Israel.

Em uma atual visita oficial a Israel, Mike fez acusações da China ao ser um estorvo quanto à resposta contra a pandemia da COVID-19.

Fontes israelenses disseram que Pompeu havia feito pressão sobre as autoridades de Israel em cancelar projetos que fossem parceiros da China, em vários setores.

Ao se pronunciar, a embaixada chinesa disse:

“O que a China investe no país é de 0,4% do que investe em todo mundo, sendo que só em Israel, injetam 3%, assim publicou o jornal Ynetnews.com

A embaixada também deixou claro que “jamais escondeu o surto” e, disse mais: “por fatos históricos, vemos que as pandemias são atreladas a suposições e mentes sombrias na busca de bodes expiatórios. Os judeus sabem bem como é isso”.

 

PUBLICIDADE

Escrito por News Report

Colunista de notícias, visando levar a informação à leitores diversos, através da internet, mídias sociais, redator de plataforma em diversos assuntos.