Com apenas 74 minutos de vida, recém-nascida se torna a primeira doadora de órgãos mais jovem do mundo

Torna-se doadora de órgãos a recém-nascida mais jovem do mundo.

PUBLICIDADE

A pequena recém-nascida, Hope Lee viveu apenas por 74 minutos, mas já salvou uma mulher com média de 20 anos. Trata-se da recém-nascida mais jovem do mundo, a doar os seus órgãos. Segundo os pais da Bebê Hope(cujo o seu nome tem o significado de “esperança em inglês),já estavam cientes que a sua bebê não conseguiria sobreviver por longo período.

Drew e Emma Thomas, ingleses estavam aguardando ansiosamente a chegada de um casal de gêmeos, mas logo no inicio da gravidez, veio a pior noticia. Os pais descobriram que a menina sofria de uma doença de anencefalia. Mas como eles estavam a aguardar a chegada de gêmeos, preferiram continuar a gravidez, segundo eles e o médico o irmão gêmeo não apresentava qualquer problema, e estava a se desenvolver muito bem.

PUBLICIDADE

Anteriormente, o casal terá assistido a um episódio, igual ao que eles estariam a viver, na mesma condição, que acabou por doar os seus órgãos ao nascer, e salvar a vida de outras pessoas. E com a pequena Hope, não foi diferente, depois dos pais se emocionarem ao saberem de outras histórias, decidiram também o fazer,

A recém-nascida nasceu em novembro de 2015, e viveu apenas por 74 minutos. Mas nesse tempo, foram doados os seus rins, células do fígado, para salvar a vida de uma mulher com média de 20 anos.

PUBLICIDADE

Mesmo sendo uma recém-nascida, os órgãos são pequenos, como se sabe, mas eles acabaram por se desenvolver rapidamente no corpo da jovem, sem sofrer qualquer rejeição e salvando a vida.

Os pais da bebê, receberam um certificado do Guinesse World, a comprovar que a pequena Hope foi a doadora mais jovem de órgãos no mundo inteiro. No seguinte certificado dizia:”A mais jovem doadora de órgãos é Hope Lee de Newmarket, Reino Unido, que fez doação dos seus rins e células do fígado apenas com 74 minutos após o seu nascimento. Após o seu nascimento, em novembro de 2015.

PUBLICIDADE

A mãe contou ainda, como se sentiu naquele momento que lhe foi dado o certificado.

“Receber esse certificado, foi um pouco chocante, mas ao abrir fiquei muito emocionada. Apesar de ela ter vivido apenas 74 minutos, ela deixou uma grande marca, pelo mundo todo. Ela jamais será esquecida, conta a mãe durante uma entrevista.

O pai da bebê também disse que o irmão gêmeo da menina, Josh, que atualmente tem 4 anos, sabe de tudo que aconteceu com a sua irmãzinha. “Ele é um menino muito carinhoso, muito doce, e se preocupa com o próximo. Ele já entende que teve uma irmãzinha, e a reconhece apenas por fotos”, conta.

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!