Condenada por matar grávida e roubar bebê será primeira mulher executada em quase 70 anos

Pela primeira vez em quase 70 anos o governo dos Estados Unidos vai executar uma mulher.

PUBLICIDADE

Após estrangular grávida no Missouri, antes de rasgar barriga e remover com suas próprias mãos o bebê; Lisa Montgomery irá receber dia 8 de Dezembro uma injeção letal.

Depois de muito tempo, há cerca de 70 anos, irão executar uma de várias mulheres no sistema penal federal; diz Estados Unidos. Segundo o Departamento de Justiça divulgou dia 17 de outubro, no último sábado, o caso de Lisa. Lisa teria estrangulado uma grávida e removido o bebê da mãe. De acordo com o histórico dos EUA, Bonnie Heady teria sido a última mulher a ser executada pelo país; no qual tem muito tempo (1953). Bonnie foi executada também em Missouri, em uma câmara de gás.

PUBLICIDADE

Não só como a execução de Lisa mas como também a de Brandon Bernard, que chegou a assassinar com a ajuda de seus parceiros, dois rapazes líderes religiosos ainda em 199, está agendada para o mês de Dezembro.

Lisa e Brandon foram condenados á pena de morte foram por “assassinatos especialmente hediondos”, no qual, o assunto se torna sério e grave. Mas até agora você deve estar se perguntando quem é Lisa Montgomery, Lisa em dezembro de 2004 pegou a estrada de do Estado do Kansas a casa de Bobbie Jo, também em Missouri para comprar um cachorro.

PUBLICIDADE

Dentro da residência Montgomery, somente uma vez; estrangulou Stinett, grávida de 8 meses. A grávida perdeu sua consciência, após isso, Montgomery usou uma de suas facas de cozinha e foi cortando o abdômen da grávida; trazendo ela de volta com sua consciência. Logo em seguida, seguiram com uma luta e a agressora estrangula a grávida até morrer.

Montgomery desde então teria removido o bebê e sequestrado. Após uma hora, sua mãe o corpo da grávida, avisando rapidamente os serviços de emergência. Montgomery foi presa um dia depois em sua casa. O bebê foi entregado ao seu pai. Em 2007, foi culpada de sequestro e assasinato. Seus advogados defendiam ela dizendo que tinha distúrbios mentais que ganhou na infância, quando era muito espancada em casa.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.