Conheça o sonho de uma estudante brasileira que pode mudar a vida de muitas mulheres em Uganda

Tudo iniciou quando a jovem estudante de arquitetura se empenhou em um Projeto Escola em Uganda, em Kikajjo, área pobre em Uganda.

PUBLICIDADE

Sabemos que estudantes chegam na faculdade cheios de sonhos maravilhosos, que podem mudar o mundo todo — mas raramente são realizados Recém-formada em arquitetura, a jovem brasileira Mariana Montag não pretende ser tornar mais umas dessas estaticistas ela luta para que um sonho que iniciou na faculdade se transforme em lar para mulheres em zonas rurais da cidade de Uganda.

O sonho da moça de 24 anos é juntar amor e arquitetura, ensinando mulheres para que elas criam suas próprias residencias.

PUBLICIDADE

O projeto de uma estudante brasileira que pode transformar a vida de muitas mulheres em Uganda

“As femininas são residencias”

PUBLICIDADE

Lá, ela conviveu com uma senhora que se chama Jajja Imaculate, de 75 anos de imensa fé e esperança. Dona de um coração maravilhoso, Jajja vive em um quarto de 9 m² com mais 2 netas, Rose e Gift. O aluguel é pago com o seu suado trabalho todos os dias .

Atualmente, Jajja está atras de uma moradia para descansar e continuar zelando por quem ama. Ao lado de Mariana, as duas resolveram e criaram uma casa toda especial.

PUBLICIDADE

Conheça na foto o projeto criado da casa de Jajja

O projeto de uma estudante brasileira que pode transformar a vida de muitas mulheres em Uganda

A arquitetura da residencia desenvolvida por Mariana e Jajja é exclusivamente para ser levantadas por mulheres e é composta por módulos que podem ser replicados — liberando espaços para que navas pessoas da família consigam se juntar na casa.

A estrutura foi exclusivamente feita para o clima de Kikajjo, podendo ser construídas para outras localidades com condições climáticas iguais.

Certamente no caminho correto

A criação da Casa de Jajja está hoje em financiamento coletivo, no qual Mariana quer conseguir R$ 80 mil para a criação do protótipo em Kikajjo. Essa residência vai servi como um colégio de conhecimentos em criação para mulheres em zonas pobres, que poderão concluir processo e rentabilizá-lo.

“A Jajja, e todas as senhoras do bairro de Kikajjo ajudam todos e todas, mas mulheres guerreiras com certeza necessitam ser cuidadas e permanecer em boa autoestima e ficar nos lares interiores. As vozes das mulheres do vilarejo rural de Kikkajo não são só elas que não tenho tido ajudas, as mulheres pobres estão por todos os lados do mundo executando tarefas como força humana certamente para sustentar nosso mundo.

A criação da Casa de Jajja começou com um protótipo em Kikajjo, mas pode se replicar para as senhoras e seus lares pelo mundo”, comentou o texto do  seus sonhos.

O projeto de uma estudante brasileira que pode transformar a vida de muitas mulheres em Uganda

Segundo o sonho da moça, a criação da primeira residência deve ser concluída no mês de fevereiro e março do ano de 2020. Ficaremos na torcida que Jajja realize seu sonho e que outras senhoras possam aprender com ele e criar suas próprias casas.

O que você pensa sobre o sonho da Casa de Jajja? Comente a sua opinião fale o que você acha sobre tudo isso  .

PUBLICIDADE

Escrito por Wellington Pereira Da Silva

Sou Estudante e redator amo escrever as melhores notícias ,curiosidades, historias ,dicas e entretenimento você encontra por aqui.