Covid-19; Jessica largou seu emprego por causa de sua mãe “prefiro a vida dela do que um salário”

Jessica agora está entre os 76,5 milhões de desempregados no país

PUBLICIDADE

Covid-19; Jessica largou seu emprego por causa de sua mãe “prefiro a vida dela do que um salário”

Os números já estão chegando a quase 100 milhões de pessoas, os dados foram fornecidos pelo “IBGE”. Um dos casos que veio ganhando notoriedade na rede social foi o de Jessica T. que possui 25 anos e trabalhava como zeladora em um condomínio.

PUBLICIDADE

Neste trabalho como os demais que envolvem portaria trazem muitos riscos por conta da exposição repentina às diversas pessoas que ali transitam. Jessica tomou esta iniciativa de pedir demissão por conta da sua mãe que além de estar no grupo de risco é também Hipertensa.

Jessica também afirmou que sua exposição não era somente no trabalho, mas todo o seu percurso para chegar até o seu emprego, ela enfrentava 2 ônibus lotados e 1 metrô para chegar no centro do “DF”.

PUBLICIDADE

O seu pedido de demissão foi no início do mês de março e até então ela conta que, não se arrepende de sua decisão o único problema está sendo apenas o lado financeiro, devido seu pedido de demissão ela não recebeu toda a parte de sua receita em espécie.

Ela não conseguiu receber o auxílio emergencial por ainda constar como empregado no sistema oficial do governo. Jessica segue ainda tomando as medidas protetivas evitando sair de casa com frequência e não pensa em conseguir outro emprego ainda em meio a pandemia.

PUBLICIDADE

Foi levantado uma nova forma de caracterizar os cidadãos que saíram de seus empregos neste período de pandemia (fora da força de trabalho), entre o mês de fevereiro a abril deste ano houve um aumento de 9 milhões de pessoas fora da força de trabalho.

Dentre esses dados são mais de 28 milhões de pessoas que gostariam de ser empregados, mas 19,4 milhões que estão fora da força de trabalho não estão desempregados por falta de emprego ou por pandemia, e sim por opção. Com este pensamento se deve aos planos do governo de prolongar os pagamentos do auxílio emergencial, muitos cidadãos estão recorrendo aos trabalhos autônomos e usufruindo destas parcelas para complementar sua renda.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Melissa Lopes

Trazendo "De tudo um pouco" por aqui. Relacionamento, curiosidades, notícias, receitinhas que amamos! Seja bem vindo!