Descoberto o primeiro remédio contra a Covid-19

Um estudo britânico aponta que a dexametasona é capaz de reduzir a mortalidade em casos mais graves da Covid-19.

PUBLICIDADE

A pandemia do novo coronavírus já deixou quase meio milhão de vítimas fatais. Agora, após quase 6 meses de seu início, pesquisadores britânicos afirmam terem encontrado o primeiro medicamento com eficácia na redução das mortes decorrentes da Covid-19, a dexametasona.

Diversos pesquisadores da Universidade de Oxford estão envolvidos no desenvolvimento no estudo que se mostra muito eficiente até o momento.

PUBLICIDADE

A pesquisa faz parte da iniciativa Recovery, que já realizou estudos com mais de 11.000 acometidos da doença.

Os responsáveis pelo estudo informaram hoje (16/06) que a dexametasona é capaz de diminuir consideravelmente a taxa de mortalidade dos infectados em estado grave, que precisam de qualquer tipo de assistência respiratória. Infelizmente, o corticosteroide não demonstrou benefícios para os doentes em estágios mais leves ou moderados.

PUBLICIDADE

Os resultados do estudo comprovam que o medicamento pode evitar uma a cada oito mortes de doentes graves, e uma a cada 25 mortes de doentes que recebem oxigênio. De acordo com os encarregados pelo estudo, os resultados ainda não estão concluídos, mas nas próximas semanas eles irão publicar o desfecho e os dados finais encontrados.

Mais de 6.400 pacientes fizeram parte do estudo. Destes, 2.104 selecionados de forma aleatória, receberam o tratamento a partir da dexametasona. Já outros 4.321 pacientes receberam o tratamento convencional para o coronavírus, servindo como o grupo controle da pesquisa.

PUBLICIDADE

Os resultados apontam que a droga foi capaz de reduzir um terço das mortes em pacientes graves que precisavam apenas de respiração assistida.

Já em pacientes que necessitavam de oxigênio, a redução das mortes chegou a um quinto. Em infectados com casos leves, não foi possível observar qualquer melhora se comparado ao tratamento convencional.

O médico de Oxford, Martin Landray, comentou que mesmo que os resultados sejam preliminares, é evidente a eficácia da dexametasona na redução das mortes.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.