Diretor do Hospital Alberto Torres é morto em Niterói ao trocar tiro com bandidos durante assalto

Os bandidos fugiram do local sem levar nada, o Corpo de Bombeiro foi acionado pelas testemunhas, mas quando chegaram ao local José Dízimo já estava sem vida.

PUBLICIDADE

Na noite do domingo (4) o diretor do hospital Alberto Torres foi morto em Niterói no Rio.

Segundo testemunhas, ele foi vítima de um assalto resistiu e foi baleado, o diretor do Hospital José Dídimo de 59 anos, era policial aposentado, ele reagiu a um assalto, como era um policial aposentado acabou trocando tiros com os criminosos e foi baleado.

PUBLICIDADE

Segundo testemunhas um carro com quatro homens armados fechou o veículo do diretor do hospital, eles desceram do carro apontando as armas para José Dídimo, nesse momento ele reagiu ele estava também armado, mas acabou sendo morto pelos criminosos.

Os criminosos se evadiram do local sem levar nada, o Corpo de Bombeiro foi acionado pelas testemunhas, mas quando chegaram ao local José Dízimo já estava sem vida.

PUBLICIDADE

No momento que os criminosos fecharam o veículo do diretor do hospital, houve uma colisão de outro veículo que bateu no do diretor.

Um vídeo publicado na internet mostra os policiais interditando a via após o tiroteio, a Polícia Civil está investigando o caso na tentativa de identificar os criminosos.

PUBLICIDADE

A Polícia Federal em nota lamentou a morte do policial aposentado e informou que o crime está sendo investigado.

O servidor ingressou na polícia em 1990 e se aposentou em 2012, a Polícia Federal expressou seu pesar em solidariedade aos familiares de José Dídimo.

A nota da Polícia Federal comunicou com pesar a morte do agente policial aposentado José Dídimo do Espírito Santo Costa de 59 anos, o fato ocorreu em Niterói.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.