Doria volta a prorrogar quarentena, mas haverá regras

Normas para haver flexibilização do isolamento será diferente, conforme o grau de contágio de cada cidade e região

PUBLICIDADE

O governado do Estado de SP, João Doria, informou na segunda-feira (25) que a quarentena mais uma vez será prorrogada à partir de 1 de junho, quando o prazo se encerra o prazo outrora definido por ele em 8 de maio.

Em entrevista à Globonews, o governador informou que a próxima quarentena não será igual à todos no Estado, mas de acordo com o nível de contágio em cada cidade e região. Maiores detalhes serão dados em uma entrevista coletiva que está marcada para a próxima quarta-feira (27). “Tá mais que notório que estenderemos a quarentena, mas dessa vez iremos fazer diferente e não igual à todos como temos feito”, disse.

PUBLICIDADE

Ele já havia dito à respeito de um plano pra flexibilizar o isolamento, onde sua implantação teve de ser adiada, devido o aumento de casos de contágio no Estado. Dentre as ações quanto ao retorno das atividades que seriam apresentadas pelo governo no projeto nomeado por Plano São Paulo, sendo válidas à todo o Estado, inclui reabrir as salas de cinema, limitando os assentos, utilizando de uma técnica “tabuleiro de xadrez” (alternando as poltronas), scanner para os ingressos, evitando maiores contatos e vendas de produtos e bebidas, somente em pacotes prontos.

Para os parques, as atividades físicas somente de forma individual, os grupos somente as pessoas da mesma família e usar os bancos estão proibidos. Salões de beleza, atenderão com redução no quadro de funcionários e obrigatória higienização de sapatos com hipoclorito de sódio, evitando contaminações ao entrar. Nas academias, somente um cliente a cada 4m².

PUBLICIDADE

Essas normas foram inspiradas em países como Dinarmarca, Alemanha e Estados Unidos. Tal plano para a retomada está sendo gerido com a equipe de economia de Doria, em liderança da secretária Patrícia Ellen do Desenvolvimento Econômico.

O Estado de São Paulo está entre os mais contaminados pelo coronavírus. Até o final de semana passado, o estado contou 83.600 casos e 6.220 mortos pela doença, sendo 27% do total no país.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Escrito por News Report

Colunista de notícias, visando levar a informação à leitores diversos, através da internet, mídias sociais, redator de plataforma em diversos assuntos.